Governo inaugura novo drive-thru para testagem em São Luís

Em coletiva de imprensa, governador Flávio Dino atualizou dados sobre o enfrentamento da Covid-19 no Maranhão (Foto: Karlos Geromy)

Um novo serviço de testagem drive-thru começa a funcionar nesta segunda-feira (22), no Estádio Castelão, Vila Palmeira. Iniciativa do Governo do Estado, o serviço vai atender grávidas, pessoas a partir dos 45 anos e pessoas com deficiência. 

O anúncio da implantação do serviço foi feito pelo governador Flávio Dino, em coletiva à imprensa, nesta sexta-feira (19). Na ocasião, o governador atualizou o cenário de pandemia no Estado e medidas de contenção à doença. 

O novo drive-trhu vai realizar as testagens das 8h às 16h e para ter acesso, as pessoas do grupo determinado devem apresentar documento com foto. Outra recente medida do Governo trata do destacamento da estrutura do Hospital Carlos Macieira para atendimento de casos de coronavírus. 

A medida de conversão de leitos de UTI também deve ser aplicada em Imperatriz, que apresenta alta de casos. Na cidade, o Governo vai instalar um Hospital de Campanha de 60 leitos. “Essa ação é para proteger o sistema de saúde da região e evitar o colapso. E estamos com todos os esforços para que não haja colapso”, reforça o governador. Até março a unidade deve iniciar atendimento.

Pandemia

O Maranhão está com taxa de contágio de 1,18, menor que a da última semana; e situação de estabilidade, entre os 11 estados. “O único jeito de derrubar estes indicadores é o cumprimento das medidas sanitárias, pois ainda não temos vacinas para todos”, enfatiza Dino. 

Em contrapartida, o Maranhão é o estado com o menor número de mortes por Covid-19, no país. “É uma conquista que deve ser sempre referenciada, pois é uma conquista coletiva. Agradeço aos profissionais de saúde, que têm dado provas do compromisso em salvar vidas. Estamos fazendo nossa parte, o que é reconhecido nacionalmente”, destaca Flávio Dino.

No que se refere à vacinação, o governador atualizou o recebimento de 307 mil doses, distribuídas em todos os municípios maranhenses, até dia 18 de fevereiro. 

Mais leitos

Em coletiva de imprensa, governador Flávio Dino atualizou dados sobre o enfrentamento da Covid-19 no Maranhão

No que se refere à ocupação de leitos – clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva – exclusivos para casos de coronavírus, a tendência é de crescimento, na rede hospitalar pública e privada da região de Imperatriz. Na Grande Ilha, houve certa redução, devido às medidas como ampliação de leitos. Nas demais cidades do interior do Estado, a tendência é de queda, com ocupação de 61,49% dos leitos de UTI e 31,73% de leitos clínicos. 

O Governo está adquirindo UTIs aéreas, para casos de emergência. “Esta é a vantagem, de pela primeira vez no Maranhão, termos uma rede macrorregional de hospitais. Com isso, não há a necessidade de remoção de pacientes para outros estados. Tudo é feito dentro do território maranhense”, informa Flávio Dino. 

Este ano, a gestão estadual abriu 298 novos leitos para atender casos de coronavírus. Mais 200 novos leitos serão implantados. “Queremos ter segurança de leitos, pois não sabemos o que pode ocorrer. É melhor prevenir, que remediar”, enfatiza o governador. 

Flávio Dino pontuou reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na última quinta-feira. Na ocasião, o governador voltou a tratar sobre habilitação de leitos de UTI e o diálogo prossegue. 

“Esperamos que na próxima semana tenhamos essa definição nacional”, disse. Com a habilitação, o financiamento dos leitos passa a ser dividido entre governos federal e estaduais, conforme determina legislação.  

Mais medidas

O governador anunciou a volta às aulas, inicialmente na modalidade online, a partir da segunda-feira (22). “É de cortar o coração ver o prejuízo aos nossos estudantes, mas, dado o avanço de casos no país, só podemos retomar, neste momento, nesta modalidade”, disse o governador. 

Os estudantes terão suporte de material impresso, chips com internet e interação com os educadores. Flávio Dino informou que a implantação do ensino híbrido – presencial e online – irá depender da mudança no cenário de pandemia.

Ao final, pontuou sobre o programa Minha Casa Melhor, que vai conceder valor de R$ 600 para compra de móveis, eletrodomésticos e utensílios. O programa vai atender 45,5 mil famílias, dos 217 municípios, inscritas no Bolsa Família. 

Os estabelecimentos comerciais devem se cadastrar para integrar o programa. “Essa medida é para somar na renda das famílias e movimentar o comércio”, informou Flávio Dino. A ação entra em vigor dia 6 de março.

Comentários

Comentários