Maranhão já asfaltou o equivalente à distância entre São Luís e Curitiba desde 2015

MA-275, entre Sítio Novo e Amarante. Foto: Divulgação

Mesmo em meio à grave crise econômica nacional, o Maranhão tem conseguido manter a expansão de rodovias e do asfaltamento de ruas e avenidas. O programa Mais Asfalto atingiu a marca de 3.400 quilômetro de pavimentação nova desde 2015.

Para ter uma ideia desse número, é um pouco maior do que a distância entre São Luís e Curitiba, no Sul do Estado (3.379 quilômetros indo pela BR-135).

São 2.300 quilômetros só em ruas e avenidas de mais de 200 municípios maranhenses. Embora esta seja, pela Constituição, uma atribuição das prefeituras, o Governo do Estado firmou uma grande parceria com as cidades para tirar a população da lama e da poeira.

Nas estradas, são 1.100 quilômetros de asfalto já entregues. São 31 obras rodoviárias espalhadas por todo o Estado.

Entre elas, estão algumas bem recentes, como como a MA-275, que vai de Amarante a Sítio Novo. A entrega encerrou uma espera de mais de 40 anos.

Antigamente, havia apenas uma estrada de terra desnivelada, pontes de madeira e muita poeira. O asfaltamento da MA-275 criou uma nova via de acesso para os maranhenses que transitam entre o sul e a Região Tocantina do Estado, diminuindo o fluxo da BR-010, por exemplo.

Antes, para ir de uma cidade a outra, era necessário percorrer 200 km, passando por Imperatriz. Agora são apenas 42 km.

Pontes

Mais Asfalto no interior do Maranhão. Foto: Divulgação

O Mais Asfalto não se resume a estradas. Também são construídas pontes de grande dimensão, que tiram moradores do isolamento e facilitam a circulação de carros, ambulâncias, viaturas e mercadorias.

É o caso da ponte sobre o Riacho Pedra de Fogo, na cidade de Nova Iorque. Antes da obra, a população dos povoados na região utilizava a antiga ponte por décadas sem qualquer medida de segurança, o que ocasionou inúmeros acidentes no local, até que a área foi desativada, deixando toda a comunidade completamente isolada da sede.

Para chegar até Nova Iorque, os moradores faziam um longo trajeto, o que enfraqueceu a produção dos pequenos produtores e aumentou os custos com transporte para todas as famílias. A nova estrutura permitiu a retomada das atividades com a produção de hortaliças e escoamento da produção de maneira rápida.

Novas obras
E há muitas outras obras em andamento. Entre elas, está a requalificação da MA-026, no trecho entre o povoado Dezessete (Codó) e o povoado Triângulo. A via garante mais mobilidade para toda população e é um estímulo para economia da região.

Já a MA-272 está prestes a ser entregue. Ela interliga Barra do Corda a Fernando Falcão. A rodovia de 112 km está na fase de finalização com a sinalização horizontal e vertical.

MA-275, entre Sítio Novo e Amarante. Foto: Divulgação