Governo do Estado realiza Dia D de combate às queimadas reunindo gestão e comunidades

Secretário de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Júlio Mendonça, avalia o Dia D. Foto: Divulgação

Orientações, palestras e ações de sensibilização para conscientizar no combate às queimadas marcaram as atividades do Dia D de Combate às Queimadas, realizado nesta quinta-feira (26), em Balsas. A iniciativa, promovida pelo Governo do Estado, reuniu gestores de Estado e município, representantes de instituições diversas e comunidades para refletir sobre atos que causam estas ocorrências e formas de prevenção. O evento contou com palestras, debates, ações práticas e informações sobre o tema. O Dia D integra as atividades da campanha estadual Maranhão Sem Queimadas, que desde o mês de agosto percorre municípios maranhenses onde há incidência de focos de calor.

“Muito importante este dia de conscientização, sabendo dos problemas que as queimadas estão gerando no Brasil, na nossa Amazônia e aqui, uma região seca e que precisa de cuidado e atenção. Neste sentido, o Governo do Estado vem com a missão de orientar, principalmente o pequeno produtor que ainda utiliza a técnica do uso do fogo e apresentar formas novas de cultivo e de tecnologias. As orientações repassadas aqui vão contribuir para mudar esta realidade”, apontou o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Márcio Honaiser.

Na avaliação do secretário de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Júlio Mendonça, o Dia D marca a união de todos os agentes envolvidos para o controle e prevenção das queimadas e incêndios. “A região Sul do estado é a que mais vem sofrendo com estas ocorrências, e, portanto, importante esta mobilização para informar, orientar, apresentar novas técnicas e sensibilizar para o problema. Todo o Sistema SAF está voltado para esta ação coordenada”, pontuou.

Secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Márcio Honaiser, fala da importância do evento. Foto: Divulgação

O vice-prefeito de Balsas, Celso Henrique Borgnet, que representou o prefeito Erik Augusto Costa e Silva, enfatizou a “parceria da gestão municipal com o Governo do Estado e a importância do evento para conscientizar tanto o pequeno, quanto o grande produtor para repensar as formas de produção com fins a prevenir queimadas”.

Produtores e trabalhadores rurais que participaram do Dia D tiveram acesso a tecnologias alternativas ao uso do fogo na agricultura, à legislação vigente sobre essa prática, ações de controle, procedimentos para emissão de autorizações e licenças para uso do fogo, e, ainda, instruções e práticas do Corpo de Bombeiro na contenção destas ocorrências.

As informações vão ajudar a orientar os trabalhos de produtores como agricultor Francisco Santana, que esteve no evento representando a comunidade produtora do assentamento Bacuri, de São Raimundo das Mangabeiras. “Parabenizo essa iniciativa e preocupação do Governo do Estado, que trabalha o combate aos incêndios, traz propostas e conscientiza para o problema. Utilizamos ainda métodos tradicionais que precisam ser revistos, tendo em vista as novas tecnologias, e somar para diminuir esses casos”, destacou.

“Essa mobilização estadual e dos diversos órgãos estão atuando na tentativa de minimizar essas ocorrências e atitudes que contribuem para os focos de calor. As práticas e orientações colocadas neste evento vão fazer com que se reflita sobre a adoção de alternativas para evitar queimadas e de fazê-las de forma controlada e legalizada”, avaliou o comandante do 4º Batalhão de Bombeiros Militar de Balsas, Willys Pablo Leite do Nascimento.

Durante o evento, palestras orientando as comunidades para que evitem o uso de fogo, especialmente nas proximidades de áreas com vegetação seca, que caracteriza o período de estiagem e no qual os cuidados devem ser redobrados. Ainda, chamando a atenção a atoas perigosos como lançar pontas de cigarro no chão, fogos de artifício em áreas de vegetação seca e queimadas como forma de limpeza de terrenos.

As ações do Dia D em Balsas encerram nesta sexta-feira (27), mas terão continuidade nas próximas semanas em diversos municípios maranhenses, entre os quais Pinheiro, São João do Sóter e Barra do Corda. Presentes, também, ao evento em Balsas, a diretora de Assistência Técnica e Extensão Rural, da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp-MA), Alessandra Araújo; representantes da Polícia Militar do Maranhão (PMMA); reapresentares da secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema); e autoridades do município de Balsas.

Comandante do 4º Batalhão de Bombeiros Militar de Balsas fala sobre o evento. Foto: Divulgação

Campanha

A operação Maranhão Sem Queimadas é realizada pelo Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) e parceiros, desde agosto, quando inicia o período mais intenso de estiagem. Se caracteriza pelo pelo aumento de focos de incêndio em função da baixa umidade relativa do ar, altas temperaturas e ventos mais fortes. Na ação são utilizadas viaturas e aeronaves e conta com apoio de vários órgãos estaduais e Exército Brasileiro.

As informações reunidas ao logo da campanha são controladas a partir de uma Sala de Situação, estruturada e informatizada para reunir esses dados que são fornecidos pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e também a partir do acompanhamento das equipes operacionais do Corpo de Bombeiros nos interiores.

Em agosto deste ano, o governador Flávio Dino assinou Decreto n° 35.122, determinando a proibição do uso do fogo para a limpeza e manejo de áreas no estado do Maranhão. O dispositivo é baseado no artigo 225 da Constituição Federal, que garante o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado a todos.

Dia D de combate às queimadas em Balsas. Foto: Divulgação