Governador Flávio Dino vistoria obras do complexo da RFFSA

Local será uma espécie de espaço cultural com museu ferroviário, exposição de quadros, de pintura, de arte contemporânea e artesanato. Foto: Karlos Geromy/Secap

O governador Flávio Dino vistoriou, na manhã de quarta-feira (17), as obras de restauração da antiga sede da Rede Ferroviária Federal (RFFSA), localizada da Avenida Beira-Mar. O prédio histórico, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), será mais um equipamento reformado pelo Governo do Estado a ser referência cultural e artística para a cidade de São Luís.

Local será uma espécie de espaço cultural com museu ferroviário, exposição de quadros, de pintura, de arte contemporânea e artesanato. Foto: Karlos Geromy/Secap

“Vai funcionar como espaço cultural para o nosso estado. Teremos aqui o museu ferroviário, exposição de quadros, de pintura, de arte contemporânea, e teremos também um espaço destinado à gastronomia do nosso estado, assim como ao artesanato”, declarou o governador Flávio Dino.

A reforma do prédio da RFFSA é a fase final da revitalização do complexo ferroviário da Avenida Beira-Mar. Em fevereiro deste ano, o governador Flávio Dino entregou a reforma da Praça Gomes de Sousa e implantou a Praça Joãosinho Trinta, que foram pontos de concentração e dispersão do circuito carnavalesco. “São vários equipamentos importantes para o nosso estado. De interesse para a cultura, para o turismo, fortalecendo a economia criativa do Maranhão. Vamos entregar a área completamente revitalizada em 2019”, garantiu Flávio Dino.

Realizada pelo Governo do Maranhão, com recursos do tesouro estadual na ordem de R$ 7,5 milhões, a obra contempla serviços de demolição, restauração de ladrilhos, recursos de acessibilidade, elevador, novas esquadrias, pisos, recomposição de paredes, fachadas, construção de rampa, escada e mezanino, revisão e restauração de forro e teto, restauração de grades, dentre outros. O projeto arquitetônico é de autoria do IPHAN.

Local será uma espécie de espaço cultural com museu ferroviário, exposição de quadros, de pintura, de arte contemporânea e artesanato. Foto: Karlos Geromy/Secap

Para o secretário de Estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino, o prédio da REFFSA já representa um grande patrimônio histórico da capital. “É fundamental preservar e revitalizar os espaços culturais aproximando o cidadão de seu patrimônio e da história da sua cidade”, afirmou.

Parceria com o IPHAN

Superintendente do Iphan no Maranhão, Maurício Itapary exaltou a parceria que o órgão mantem com o Governo do Estado.”Temos 44 obras do PAC Cidades Históricas em São Luís, e em todas elas contamos com a parceria do Governo do Maranhão, em alguma medida. Já entregamos a reforma do Teatro Artur Azevedo, do Palacete Gentil Braga, o Palácio Cristo Rei. E estamos com outras obras em andamento, como a reforma do Teatro João do Vale, o prédio sede da Jucema, o complexo Rua Grande e Praça Deodoro, este último com a participação da Prefeitura de São Luís, também”, finalizou.

Local será uma espécie de espaço cultural com museu ferroviário, exposição de quadros, de pintura, de arte contemporânea e artesanato. Foto: Karlos Geromy/Secap