Flávio Dino inaugura Restaurante Popular e Banco de Alimentos para combater insegurança alimentar em São Luís

Equipamentos foram inaugurados pelo governador neste sábado (1º). Foto: Nael Reis/Secap

A manhã deste sábado, 1º de junho, foi marcada pela inauguração de dois novos equipamentos que visam combater a insegurança alimentar em São Luís. Logo no início do dia, o governador Flávio Dino esteve na Central de Abastecimento do Maranhão (Ceasa), no bairro Cohafuma, para inaugurar o primeiro Banco de Alimentos do Maranhão. Em seguida, foi a vez da entrega de mais um Restaurante Popular em São Luis, dessa vez no bairro João de Deus.

Com o restaurante popular do João de Deus, o Maranhão chega a 26 equipamentos como esse em todo o Estado. São 24 Restaurantes Populares e duas cozinhas comunitárias.

“Hoje estamos inaugurando o 26º Restaurante Popular. Na terça-feira teremos o 27º, na cidade de Governador Newton Bello. Vamos continuar nesse processo porque acreditamos que o combate a desigualdade social é o principal objetivo do nosso governo”, destacou Flávio Dino durante as inaugurações.

Multiplicação das refeições

Até 2014, eram apenas seis Restaurantes Populares em todo o Maranhão. De 2015 para cá, foram abertas mais 20 unidades, o que corresponde a um aumento de mais de 300%. A expansão foi responsável pela multiplicação das refeições servidas no Estado. Desde 2015, já foram 14,7 milhões de pratos, que incluem sobremesa e suco.

Esse número significa o dobro da população de todo o Estado, mostrando a importância desses equipamentos para combater a fome e dar mais dignidade aos maranhenses.

Equipamentos foram inaugurados pelo governador neste sábado (1º). Foto: Nael Reis/Secap

“É um número histórico, que demonstra a preocupação do governo Flávio Dino com pessoas que até pouco tempo atrás estavam invisíveis para o poder público e sofriam com a insegurança alimentar. Nossa missão é ampliar e fortalecer esse trabalho”, enfatizou o secretário de Desenvolvimento Social, Márcio Honaiser.

Para o governador Flávio Dino, além da ampliação da rede, merece destaque a qualidade do alimento fornecido nos Restaurantes Populares. Ele reforçou que o principal objetivo é garantir acesso ao direito à alimentação. A meta do restaurante no João de Deus é ofertar 1000 refeições no almoço e 500 no jantar.

“Além do fato de nós termos uma ampliação da rede de segurança alimentar, quero sublinhar que além da quantidade, temos qualidade. Alimentação boa, com acompanhamento de nutricionistas, portanto, esta é também uma política de Saúde. E nós estamos vendo a qualidade das instalações. Climatização, decência, dignidade, porque para nós os direitos têm que ser vivenciados na sua totalidade e é o que nós estamos vendo aqui com esse Restaurante Popular. Estou muito feliz de garantir a essa parte da população da nossa capital, acesso, todos os dias, a esse direito fundamental que é o direito à alimentação”, afirmou Flávio Dino.

Antes, os Restaurantes Populares só existiam em São Luís; agora estão espalhados pelas diversas regiões do Maranhão. Com pratos ao preço simbólico de R$ 3, o Restaurante Popular serve refeições completas, balanceadas e saborosas. Os principais públicos do projeto são desempregados, estudantes, trabalhadores, moradores de rua e de famílias em situação de insegurança alimentar.

Banco de Alimentos

Equipamentos foram inaugurados pelo governador neste sábado (1º). Foto: Nael Reis/Secap

A construção de um Banco de Alimentos foi uma das medidas adotadas visando à redução de perdas e desperdício de alimentos em São Luís. A ideia é arrecadar alimentos em bom estado para consumo e doá-los para creches, asilos e entidades socioassistenciais que atendam aos critérios da Secretaria Adjunta de Segurança Alimentar (Sasan).

O Banco de Alimentos irá funcionar na Ceasa e vai contar com parceiros cadastrados no Clube de Doadores como, por exemplo, supermercados e atacadistas, distribuidoras de alimentos, armazéns, padarias, produtores rurais, além da própria Ceasa.

Durante a entrega, o governador acompanhou aula do curso de capacitação no Banco de Alimentos e doou dois caminhões refrigerados para o equipamento.

“Nós estamos mostrando que mediante a parceria plena entre o Poder Público, o Governo do Estado, comerciantes, e  entidades assistenciais você consegue avançar na conquista de direitos. É um modelo institucional muito bem sucedido e que nós trouxemos hoje para o Banco de Alimentos. Tenho certeza que mediante esse fornecimento e a coleta que nós vamos fazer com caminhões refrigerados nós teremos alimentos disponíveis para quase 60 entidades, todos os dias, garantindo que milhares de pessoas possam ter acesso a uma alimentação digna”, frisou o governador.

Os alimentos doados serão inspecionados na central de arrecadação, verificando se as propriedades nutricionais se mantêm inalteradas e se os produtos estão sem nenhuma restrição de caráter sanitário. O Banco de Alimentos também vai dispor de estrutura completa para realização das operações de coleta, armazenamento e entrega, sem custos para doadores e beneficiários.

Poderão ser doados para o equipamento itens como legumes, verduras, frutas, grãos e cereais, massas frescas, carnes, aves, peixes, pães, bolos sem recheio e sem cobertura, além de leite e derivados. Até o momento, 58 associações estão cadastradas para utilizar o Banco de Alimentos.

Equipamentos foram inaugurados pelo governador neste sábado (1º). Foto: Nael Reis/Secap