Estratégias da Segurança Pública mantêm redução dos casos de homicídios

Governo do Estado realizou vários investimentos na segurança pública como aumento do efetivo, novos veículos e estruturas para trabalho investigativo (Foto: Divulgação)

Menos casos de mortes violentas foram registrados na Região Metropolitana de São Luís durante o mês de maio, mantendo um ciclo de redução nestas ocorrências e sinalizando mais segurança à sociedade. De acordo com levantamento da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), foram registradas 38 mortes violentas na região, em maio do ano passado, e no mesmo período deste ano, foram 25 registros, o que representa 34% menos ocorrências.

“A redução destes casos reflete também na queda de outras criminalidades como os assaltos e o tráfico de drogas. Sempre reforçamos esse reflexo, pois com foco neste combate temos conseguido frear a criminalidade e diminuir a violência. A Segurança Pública tem seguido um planejamento exitoso, que se pauta em operações específicas e tem apoio da gestão e parceria de todos os setores”, explica o titular da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), delegado Lúcio Reis.

Governo do Estado realizou vários investimentos na segurança pública como aumento do efetivo, novos veículos e estruturas para trabalho investigativo (Foto: Divulgação)

Os registros de mortes violentas abrangem os casos de homicídios, lesão corporal com morte e latrocínio (roubo seguido de morte), que compõem o conjunto de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). Neste grupo de crimes, os homicídios também apresentaram redução. Enquanto em maio de 2018 foram identificados 33 homicídios, no mesmo mês deste ano foram 25 ocorrências. Neste caso, a redução é de 24% no total de registros.

No interior do Maranhão, a queda nos índices de violência se repete. Levantamento da SSP sobre o primeiro trimestre aponta que este ano, os CVLIs reduziram 22% no interior do estado, foram 350 ocorrências nos primeiros três meses deste ano enquanto no ano passado foram 449 ocorrências nas cidades do interior do estado no primeiro trimestre. Já os homicídios tiveram uma redução de 23% no interior. Foram 421 registros em 2018 e 323 este ano.

“Tudo isso é resultado de muito trabalho, de investimentos que nos permitem desenvolver as operações e de compromisso dos nossos policiais”, enfatizou o titular da SHPP.

Operações intensificadas

Governo do Estado realizou vários investimentos na segurança pública como aumento do efetivo, novos veículos e estruturas para trabalho investigativo (Foto: Divulgação)

Com foco na contenção de assaltos, tráfico de drogas e homicídios, a Polícia Civil, sob coordenação da Delegacia Geral, desenvolve desde março uma operação integrada. O trabalho é realizado em 20 regionais – da capital e cidades do interior – envolvendo mais de 700 policiais e já contabiliza mais de 300 criminosos presos.

Outra operação em curso conta com ação articulada por uma comissão de delegados, escrivães e peritos com foco na redução de assaltos a ônibus. Para este trabalho, a força-tarefa da Polícia Civil conta com efetivo da Delegacia Geral, delegacias de Roubos e Furtos, Adjunta Administrativa, Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC) e Delegacia Geral Adjunta Operacional.

Na série de investimentos realizados pelo Governo do Estado na área da Segurança Pública, destaque para aquisição de equipamentos modernos, tecnologia, aumento do efetivo e várias ações de valorização dos policiais. O Maranhão possui atualmente 15 mil policiais (civis, militares e bombeiros), número recorde. As forças policiais contam com mais de 1.078 novas viaturas adquiridas pelo Governo do Estado.

Outras medidas de grande impacto que contribuem para o êxito do trabalho das forças policiais e consequente queda da criminalidade são os investimentos do Governo do Estado na construção e reforma de batalhões e delegacias; implantação de modernas estruturas para o trabalho investigativo; e reconhecimento da ação policial com prêmios e promoções.