Com títulos inéditos, alunos do Iema somam mais de 1.200 medalhas em olimpíadas do conhecimento em 2018

Estudante Mateus Henrique ganhou a prata e bronze na GeoBrasil 2018. Foto: Divulgação

O incentivo à autonomia e à busca de conhecimentos continua garantindo o bom desempenho dos estudantes do Iema em competições nacionais. Só este ano, já são 1.226 medalhas conquistadas em competições nacionais e internacionais de conhecimento. As mais recentes foram as premiações nas Olimpíadas Brasileiras de Geografia, Ciências da Terra e a de Astronomia.

O instituto, que oferece ensino médio aliado à educação técnica em escolas de tempo integral em diversas regiões do estado, é mantido pelo Governo do Maranhão e tem resultados expressivos desde o primeiro ano de funcionamento.  Este ano, por exemplo, já enviou 15 alunos para a Olimpíada Internacional de Matemática, na Tailândia.

“São duas combinações, primeiro o ensino, o modelo pedagógico é inovador, faz esses alunos encontrarem seu caminho, um objetivo de vida e o segundo, o estímulo, eles são permanentemente estimulados a competir, buscar tanto para eles quanto para a instituições eles participam a superação de desafios e estamos aqui como instituição para apoiá-los nisso”, explicou o reitor do Iema, Johnatan Almada.

Conquistas recentes

Estudante Yago Silva conquistu o bronze durante a GeoBrasil 2018. Foto: Divulgação

Na Universidade de Brasília (UnB), em 21 de outubro, alunos do Iema de Bacabeira conquistaram medalhas de prata e bronze na II Olimpíada Brasileira de Ciências da Terra e na IV Olimpíada Brasileira de Geografia. Os responsáveis pela conquista foram os estudantes Erick Roberto, que ganhou duas pratas, Mateus Henrique, uma prata e um bronze e, Yago Silva, que conquistou um bronze.

Na XX Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, com premiação realizada no Rio de Janeiro, o estudante Guilherme Souza Maciel, do Iema de Axixá, garantiu o ouro inédito na competição, além disso, os estudantes da unidade também trouxeram um bronze e uma prata.

Já alunos das unidades de Axixá, Bacabeira e São José de Ribamar também conseguiram a classificação para a final da Mostra Brasileira de Foguetes, que será realizada entre os próximos dias 30 de outubro a 02 de novembro, em Barra do Piraí, Rio de Janeiro. O instituto já foi vice-campeão na mostra nos anos de 2016 e 2017.

Estudante Erick Roberto trouxe duas pratas na GeoBrasil 2018. Foto: Divulgação

Para assegurar a continuidade dos bons resultados, observados desde 2016, um núcleo especial é mantido no instituto.

“Montamos um núcleo de Olimpíadas do Conhecimento, que funciona em todas as 13 unidades do Iema e que existe para elaborar tanto um calendário anual com
esses eventos como acompanhar o desempenho dos estudantes”, explicou o diretor de Pesquisa e Extensão do Iema, Dario Soares.

“O incentivo a essas olimpíadas do conhecimento abrem portas, incentivam a entrada deles em universidades e amplitude de navios, outros horizontes”, completou.