Comissão Intergestores Bipartite aprova dose de reforço contra a Covid-19 para pessoas com 50 anos ou mais

Alcance da imunização contra a Covid-19 será ampliado com a dose de reforço para pessoas com 50 anos ou mais (Foto: Ruy Barros)

A Comissão Intergestores Bipartite (CIB) aprovou, na sexta-feira (12), a dose de reforço (DR) da vacina contra a Covid-19 para pessoas com 50 anos ou mais no Maranhão. A decisão do colegiado, presidida pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, permite a adoção de estratégias para amplificação da resposta imune com doses adicionais de vacinas no estado.

Na avaliação do gestor, o alcance da imunização contra a Covid-19 será ampliado com a dose de reforço para pessoas com 50 anos ou mais. “Precisamos, primeiro, priorizar a vacinação contra a Covid-19 com o esquema completo. Então, os com 50 anos ou mais, deverão tomar a dose de reforço como uma força-tarefa, confirmando assim a importância da imunização e evitando novos surtos da doença”, destacou o secretário de Estado da Saúde e presidente da CIB/MA, Carlos Lula.

Critérios

A medida define a aplicação da dose de reforço (DR) da vacina contra a Covid-19 para as pessoas com 50 anos ou mais que estejam com o esquema completo no Estado do Maranhão. Deve ser respeitado, ainda, o intervalo de cinco meses após a última dose do esquema completo (D1 + D2), ou dose única.

Pfizer

Em vigor, a Resolução AD Referendum n.º 35 estabelece que deverá ser utilizada, preferencialmente, a vacina Comirnaty do Laboratório Pfizer/Wyeth para a dose de reforço.

O Ministério da Saúde, através da Nota Técnica nº 43/2021, reúne orientações referentes à administração de dose adicional (DA) e de dose de reforço (DR) de vacinas contra a Covid-19, bem como reforça que a vacina a ser utilizada para DR deverá ser, preferencialmente, da plataforma de RNA mensageiro (Pfizer/ Wyeth) ou, de maneira alternativa, vacina vetor viral (Janssen ou AstraZeneca).