Governo do Estado garante estrutura para receber as doses da vacina Pfizer/BioNTech

Foram disponibilizados quatro ultrafreezers para acondicionar os imunizantes (Foto: Márcio Sampaio)

O Governo do Maranhão está com a estrutura preparada para receber o primeiro lote das doses da vacina Pfizer/BioNTech. Os imunizantes que já estão em solo nacional, devem ser enviados ao estado do Maranhão na próxima semana. 

Como as doses da Pfizer precisam ser armazenadas em temperaturas entre -25°C e -15°C, por no máximo 14 dias, a Rede de Frio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), responsável pela distribuição aos municípios maranhenses, disponibilizou quatro ultrafreezers para o acondicionamento dos imunizantes até a distribuição para a capital São Luís, como orientado pelo Ministério da Saúde. 

A superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças/SES, Tayara Costa Pereira, explica que os aparelhos garantem a conservação adequada da vacina e podem chegar à temperatura de –86°.  

“A Pfizer é uma vacina nova no Brasil e foi necessário organizar toda a estrutura para o recebimento dessa vacina. Hoje, nós já temos uma estrutura com ultrafreezers que são específicos para o acondicionamento do imunizante, considerando que ele tem uma temperatura diferenciada. Já estamos com tudo montado e organizado aguardando apenas o envio por parte do Ministério da Saúde”, destaca. 

A superintendente completa que a vacina requer uma logística diferenciada. “A Pfizer tem uma temperatura específica, então ela vem do Ministério com -80° e até chegar aqui ela vai estar com a temperatura de -20°, para a partir daí, realizar a distribuição. Após a nossa entrega, os municípios têm cinco dias para fazer a aplicação dessas vacinas”, pontua a superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças/SES, Tayara Costa Pereira. 

O Estado do Maranhão deve receber, neste primeiro carregamento da vacina Pfizer, 10 mil doses que ficarão para aplicação na capital São Luís, conforme orientação do Ministério da Saúde. 

Sobre a vacina

A vacina foi a primeira a receber registro definitivo no país, em fevereiro, e foi desenvolvida pela Pfizer e pela BioNTech. Segundo o resultado do ensaio clínico, a vacina tem eficácia de mais de 90% contra a Covid-19. O imunizante pode ser aplicado em pessoas a partir de 16 anos de idade, em duas doses, com intervalo de 21 dias entre elas. Ao chegarem às salas de vacinação, as doses serão mantidas a uma temperatura que varia entre 2°C e 8°C, e precisam ser aplicadas na população em um período de até cinco dias.

Comentários

Comentários