“A rua aqui ficou movimentada, tem gente que quer entrar e tirar foto”, diz trabalhador da obra do IEMA

Entrega do instituto está prevista para o primeiro semestre deste ano (Foto: Divulgação)

Em meio à pandemia, a rotina dos brasileiros mudou. O uso de máscaras se tornou item obrigatório, o álcool em gel está sempre perto, mas com as pessoas distantes. Na educação, o ensino que era presencial, agora está sendo através das telas. O contato com os colegas de classe mudou, da mesma forma que a dinâmica dos professores para com os estudantes também está diferente. 

Enquanto a rotina “normal” não volta, o Governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), segue trabalhando na construção de novos prédios do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) para que, quando os alunos retornarem ao ambiente presencial, tenham mais locais com qualidade e estrutura adequada de ensino e aprendizagem.

Por meio de equipes da Sinfra, atualmente estão em execução as obras dos novos prédios em Coroatá, Santa Helena, Balsas, Colinas, Carutapera, Santa Luzia do Paruá e em outros municípios que receberão unidades.

Segundo o gestor da pasta, Clayton Noleto, a atuação da Secretaria de forma incansável para entregar os IEMAs mostra o compromisso que o governador Flávio Dino fez com a população em fortalecer o ensino público e com qualidade. “Mesmo com os desafios que estamos enfrentando, por conta da crise econômica e sanitária, seguimos trabalhando com a correta aplicação dos recursos públicos para cumprir com o compromisso que a administração do governador Flávio Dino fez: assegurar que cada maranhense tenha acesso à educação pública, com qualidade e digna, para que possam alcançar seus objetivos pessoais”, ressaltou.

E não é só o benefício gerado após a entrega das unidades. Durante a construção, muitos trabalhadores são contratados e veem uma oportunidade de renda para sustentarem suas respectivas famílias, como é o caso do José Hilton, um dos profissionais que atuam na construção do IEMA em Santa Luzia do Paruá. “No meu ponto de vista, para nós é bom demais. Muito emprego para os trabalhadores. Tenho colegas que estão comigo desde o início da obra”, disse.

José Hilton também afirmou que a própria equipe e as pessoas da comunidade ficaram felizes em ver que a cidade terá uma unidade plena, oferecendo ensino médio e técnico, de forma integral e gratuita. “A rua aqui ficou movimentada, virou cartão-postal, tem gente que quer entrar e tirar foto de como o lugar tá ficando. Eu fico feliz porque aqui será para os nossos filhos aproveitarem. O pessoal está muito contente”, reforçou.

José Hilton trabalha na obra do IEMA em Santa Luzia do Paruá (Foto: Divulgação)

Segundo a equipe técnica da Sinfra, os blocos A, B e C estão prontos, assim como os serviços de alvenaria e estrutura metálica da quadra poliesportiva. Já o telhado da quadra está em execução, assim como a drenagem superficial e a urbanização.

A entrega do instituto está prevista para o primeiro semestre deste ano.

Comentários

Comentários