Mais de 70 mil jantares foram consumidos durante a primeira semana nos Restaurantes Populares do Maranhão

Com a nova medida, as famílias passam a fazer pelo menos duas refeições por dia (Foto: Divulgação)

Na primeira semana da liberação do jantar a R$ 1,00 nos Restaurantes Populares do Estado, a adesão da população foi grande. A Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedes), por meio da Secretaria Adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional (Sasan), realizou balanço da venda da refeição (jantar), em todos os 55 Restaurantes Populares e constatou ótima aceitação da população maranhense, com venda de mais de 70 mil refeições.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), Márcio Honaiser, comemora o balanço positivo ressaltando que a ação faz parte do Programa Comida na Mesa e tem como meta combater a fome durante o período da pandemia.

“Infelizmente essa pandemia vem aumentando a fome das pessoas e nós precisamos combatê-la da melhor forma possível, com investimentos em segurança alimentar e nutricional. A oferta de uma refeição no valor de R$ 1,00 está ajudando centenas de famílias a terem alimentação saudável, neste momento de crise”, disse Márcio Honaiser.

A população em vulnerabilidade social e econômica, que é a mais atingida neste período de pandemia, agradece ao Governo do Maranhão pela iniciativa.

O envelopador Candido Fialho Santiago, um dos usuários do Restaurante Popular do São Francisco, na capital, comenta que a iniciativa do governo em ofertar o jantar por apenas R$ 1,00 é um excelente fortalecimento para imunidade contra a Covid-19.

“Para nós trabalhadores de baixa renda, essa é uma excelente inciativa, principalmente neste período de pandemia em que tudo se torna mais difícil. Com o valor mais baixo, de pelo menos uma refeição, muitas famílias vão se alimentar melhor e o que vai ajudar a se proteger dessa doença”, justificou o usuário.

A medida da oferta do jantar no valor de R$ 1,00 faz parte do programa Comida na Mesa do Governo do Estado. Além dessa ação, outras ações como o Vale Gás, também fazem parte do programa.

Comentários

Comentários