Governo do Estado irá construir estrada na Ilha Tauá-Mirim

Nova estrada vai melhorar a vida das comunidades da ilha (Foto: Divulgação)

Localizada na zona rural de São Luís, nas proximidades da Estiva e do Coqueiro, a Ilha Tauá-Mirim é habitada há cerca de 230 anos. Apesar desse tempo, quem mora ou visita o local ainda se depara com dificuldades para chegar às comunidades que fazem parte da Ilha, dentre as quais a localidade Jacamim, uma das principais e mais habitadas da região. 

Esta situação está prestes a ser modificada, graças a uma obra do Governo do Estado, por meio da Agência Executiva Metropolitana (AGEM), que irá resultar em uma estrada. O projeto já está pronto e a licitação para início da obra será feita ainda este mês de abril. 

A obra resultará em uma estrada de acesso desde a área em que ancoram os pequenos barcos que fazem o transporte de pessoas e mercadorias, até o povoado Jacamim. Essa área receberá serviços de terraplenagem e pavimentação com Tratamento Superficial Duplo (TSD). Ao todo serão 5 km de extensão por 5m de largura. “Na área de embarque e desembarque serão construídas rampas, o que irá proporcionar melhores condições de mobilidade”, revela o presidente da AGEM, Lívio Jonas Mendonça Corrêa. 

Benefícios

Na Ilha Tauá-Mirim vivem cerca de 800 famílias e, segundo o lavrador e presidente da Associação de Moradores Ilha Pequena-Jacamim, Teotônio Fernando Bezerra Júnior, com a estrada de acesso, as comunidades que compõem a ilha terão maior facilidade de escoar a mandioca, que é um dos principais produtos comercializados por esta que também é considerada uma região agrícola. “Também poderemos transportar uma quantidade maior da farinha que produzimos e de outros itens que cultivamos”, diz ele. 

Teotônio Fernando também destaca o turismo nos povoados. Segundo ele, mesmo com as dificuldades de acesso, muitas pessoas procuram as praias da região, que poderão ser ainda mais visitadas. “Isso aumentará a renda das pessoas e trará benefício para todos nós”, ressalta. 

Reunião realizada entre moradores e técnicos da AGEM (Foto: Divulgação)

Outro ponto importante se refere ao transporte escolar. “Uma de nossas principais preocupações hoje em dia é a ida e a volta de nossas crianças até as escolas. Com a estrada, tudo será melhor”, acrescenta o lavrador. 

Contexto

A Ilha de Tauá-Mirim está localizada a sudoeste da ilha de Upaon-Açu, separada pelo Estreito dos Coqueiros. Pertence ao município de São Luís, distante 20 km do centro da cidade. Estende-se aproximadamente da altura de Porto Grande, ao norte, até o limite com a ilhota Tauá Redonda, já nos contrafortes do Campo de Perizes, ao sul. 

Hoje é composta por cinco comunidades, as mesmas desde sua fundação: Portinho, Amapá, Ilha Pequena, Imbaúba e Jacamim. Segundo os moradores, há mais de 20 anos não é realizado nenhum tipo de obra na região. De acordo com eles, os últimos benefícios que tiveram foram a construção de algumas moradias, implantação de energia e poço artesiano. Teotônio Fernando conta que o acesso que existe hoje, e que garante a mobilidade da população desde a área de desembarque até os povoados, foi feito pelos moradores. “Reunimos um grupo e fomos tapando buracos com as piçarras que temos bastante por aqui e cortando a vegetação”, revela.

Comentários

Comentários