Artigo do governador: Poder para servir

  • Artigo do governador Flávio Dino

A semana que hoje se inicia é marcada por dias de máxima relevância à fé cristã, quando rememoramos a Páscoa e tantas reflexões deixadas ao povo por Jesus Cristo. A começar deste domingo, conhecido como Domingo de Ramos, quando lembramos o ato tão simples e representativo de Jesus, ao entrar em Jerusalém, montado em um jumentinho, sem qualquer luxo. Por meio dessa cena, como em diversas outras ocasiões, somos despertados à consciência da necessária humildade no exercício de qualquer cargo, ofício ou profissão.

Cristo sabia de sua missão para a humanidade. E, apesar de sua plena convicção do poder que estava em Suas mãos, o maior exemplo que Ele nos deixou foi ter sido um servo obediente e justo. Foi o Filho de Deus que lavou os pés dos seus discípulos (João 13). Em Mateus 20:26, Jesus ressalta que “quem quiser tornar-se importante deverá ser servo”. O que devemos ter em mente é que o poder constituído por Deus a nós, servidores públicos eleitos para governar, deve constituir-se, primeiramente, do servir. Poder para servir.

Infelizmente, essa compreensão do real significado de serviço público nem sempre está presente no Brasil. Alguns governantes bradam que colocam o povo acima de tudo, mas vivem uma realidade paralela: seus privilégios, negócios corruptos e interesses pessoais primeiro. Uma irresponsabilidade imensurável que leva o país a ser epicentro da maior pandemia da história, sendo reconhecido como risco ao mundo. Ao povo brasileiro, sobrou um cenário de desesperança e medo.

Neste terrível contexto, tenho reafirmado dia a dia a decisão de ter uma vida pública firmada no exemplo de Jesus Cristo. Mesmo vivendo o maior desafio da minha vida profissional, como servidor público há 32 anos, eu tenho muita honra de servir ao povo do Maranhão. É uma missão extremamente complexa, mas me amparo na convicção do servir para prosseguir. Mais do que mero dever legal, entendo que servir é prova de amor ao próximo.

Completamos mais de um ano de incontáveis batalhas nesta grande luta que é o enfrentamento ao coronavírus. Muitos dias de lágrimas, sim. Sinto a dor de tantas famílias que já perderam pessoas para essa terrível doença. Mas vivemos também dias de fé e de convicção que com o trabalho conjunto de tantos profissionais, especialmente os da área da saúde, destinado a cuidar e salvar vidas, vamos vencer. Continuaremos na incansável busca por mais e melhores condições de atendimento hospitalar e, principalmente, pela conquista de mais vacinas para nosso Estado.

Convido a todos que, nesse período de reflexão, nos dediquemos à oração, para que Cristo continue a proteger o Maranhão, fortalecer os nossos profissionais de saúde e restaurar os doentes. Jesus nos garante que “tudo o que pedirem em oração, se crerem, vocês receberão” (Mt 21:22). Confiemos nessa promessa de Jesus Cristo, e vivamos dias de mais fé e serviço.

Comentários

Comentários