“Encerraremos um ciclo abominável”, diz secretário sobre escolas de Ensino Médio em todos os municípios do Maranhão

Escola entregue em Maracaçumé (Foto: Divulgação)

Até o ano de 2014, estudantes da rede pública de 25 municípios do Maranhão que quisessem frequentar o Ensino Médio eram obrigados a se deslocar para outras cidades ou tinham que assistir às aulas em instalações improvisadas ou insalubres. Mas esse déficit histórico está com os dias contados.

De acordo com o secretário de Estado da Educação (Seduc), Felipe Camarão, o Maranhão está em contagem regressiva para encerrar o que ele chamou de “ciclo abominável”.

Ele anunciou que faltam apenas sete escolas para que todas as cidades maranhenses possuam, cada uma, ao menos uma unidade própria de ensino de nível médio.

“Em breve, encerraremos um ciclo abominável no Maranhão. Quando o governador Flávio Dino assumiu o governo, 25 municípios não possuíam prédios próprios para o Ensino Médio. Milhares de estudantes dividiam espaço em prédios improvisados, sem conforto ou tendo que se deslocar para outra cidade para estudar”, pontuou o secretário.

Segundo Camarão, as sete escolas estão com obras em andamento ou em fase de licitação. “Meta estabelecida e que nossa equipe trabalha para cumprir o quanto antes!”, afirmou.

A última entrega foi realizada há uma semana, beneficiando centenas de estudantes do município de Maracaçumé, que há 18 anos sofria com a falta de um local apropriado para o ensino e a aprendizagem.

Atualmente estão em andamento obras de construção de escolas de Ensino Médio nos municípios de Buritirana (75% concluída), Boa Vista do Gurupi (45%), Araguanã (21%), Serrano do Maranhão (4%), Milagres do Maranhão (4%), Brejo de Areia (4%) e Amapá do Maranhão (em licitação).

“Viva o Escola Digna!”

Todas essas unidades escolares construídas integram a agenda de inaugurações do programa Escola Digna, macropolítica educacional estabelecida pela gestão do governador Flávio Dino, em 2015, que tem como um dos objetivos a construção de unidades escolares adequadas, em substituição das escolas de taipa, palha, galpões ou outros espaços inadequados.

“Ano que vem os 217 municípios do Maranhão terão suas escolas próprias de ensino médio. Isso é uma vitória imensa. Viva o Escola Digna!”, comemorou Felipe Camarão.

Comentários

Comentários