CAPS AD Estadual realiza mobilização alusiva ao Novembro Azul por meio do Ação Resgate

Ação Resgate levou informações sobre o Novembro Azul para Litorânea (Foto: Rogério Sousa)

Ampliar o acesso a exames, testes rápidos e orientação em saúde de forma gratuita. Foi com esse objetivo que o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD Estadual) realizou a sua 15ª edição do Ação Resgate. A ação aconteceu na Avenida Litorânea e também serviu para a ressocialização de dez usuários do serviço. Eles puderam praticar esportes, se divertir e interagir uns com os outros. 

“Durante todo o ano, o CAPS AD realiza o Ação Resgate. Nesta data alusiva ao Novembro Azul, a iniciativa busca chamar a atenção para a saúde integral do homem. Com isso, não queremos simplificar a agenda relacionada ao câncer de próstata, mas ampliar também para a prevenção ao uso e abuso de drogas, oportunizando consultas clínicas, testes rápidos, orientação quanto a práticas esportivas e avaliação via teste do PSA”, detalhou o coordenador do CAPS AD, Marcelo Costa. 

A ação teve início às 9h e se estendeu até as 11h, ofertando testes rápidos para HIV/Aids, Sífilis, Hepatites B e C, aferição de pressão arterial, glicemia capilar e teste rápido para Covid-19 e também o exame de PSA para avaliação do hormônio prostático. Ao todo, foram 600 testes aplicados e mais 20 de diagnóstico rápido para coronavírus. 

Presente na ação, o delegado da Delegacia de Costume, Joviano Furtado, destacou a importância do esporte como ferramenta para uma vida mais equilibrada. “A prática esportiva contribui não só para um corpo mais saudável, mas também para o equilíbrio emocional. O fato de termos trazido pacientes do CAPS mostra o cuidado que temos de dar assistência de forma completa. E não apenas isso, explicitamos para eles e a população a necessidade de se romper com os tabus quanto ao exame preventivo ao câncer de próstata”, disse. 

Ação Resgate promoveu exames, testes rápidos e orientações de saúde (Foto: Rogério Sousa)

A 15ª edição do Ação Resgate também garantiu a usuários do CAPS AD a chance de poderem ocupar espaços públicos de forma saudável e responsável. Por meio de atividades físicas como futebol e exercícios laborais, os dez pacientes do equipamento de saúde mental da SES puderam exercitar corpo e mente em busca de uma vida mais plena e equilibrada. 

Um desses pacientes foi Fernando Barros, de 56 anos, assistido pelo CAPS há 90 dias. “O atendimento que eu tenho recebido está sendo muito bom e relevante para o meu processo de tratamento. A ação de hoje veio para somar, já que pudemos sair das quatro paredes lá do centro e aproveitarmos a vida de outra forma, tendo em mente pensamentos mais construtivos”, afirmou. 

Para o trabalhador de serviços gerais Giovani de Jesus, 51 anos, a ação é muito bem-vinda. “Para nós que mal temos tempo para cuidar da saúde devido o muito trabalhar, é gratificante poder contar com iniciativas como esta, ainda mais em espaço público. Para mim, que já tenho mais de 50 anos, é necessário se manter atento à saúde, por isso está tudo de parabéns”, compartilhou.

Comentários

Comentários