Testagem em sistema de Drive-thru é oferecida para idosos e gestantes em São Luís

Secretário de Saúde, Carlos Lula, em visita ao local (Foto: Márcio Sampaio)

A Grande Ilha ganhou um reforço as ações de prevenção e combate à Covid-19, o Governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), montou um sistema Drive-thru para idosos, pessoas com idade igual ou superior a 60 anos e gestantes, que apresentem ou não sintomas gripais, realizem testes para diagnóstico da Covid-19. Cerca de 80 mil testes serão realizados durante o atendimento que vai até 30 de setembro, das 8h às 16h, sempre de segunda a sexta-feira, no estacionamento Multicenter Negócios e Eventos – Sebrae.

Em visita ao local, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, falou sobre a importância da testagem em massa desse público, considerado grupo de risco quando positivado com a Covid-19. “As gestantes são de fato um grupo de risco, pois tivemos muitos casos de complicações de mulheres no sétimo e oitavo mês de gestação que tiveram a Covid-19, assim como os idosos, visto que 78% dos óbitos no estado são de pessoas idosas”, afirma o gestor.

O formato, em que a pessoa não precisa sair do automóvel para realizar o teste, garante, além de praticidade e agilidade, toda segurança, evitando o contágio entre as pessoas que busquem o local para fazer o exame.

“Idosos e gestantes são grupos mais vulneráveis, por isso muitos têm medo de procurar um serviço de saúde por medo de contaminação. De forma segura, dentro do próprio carro, essas pessoas vão ter a oportunidade de testar para o coronavírus. Foi a forma mais segura que encontramos de testar esse público”, afirmou Marcos Grande, presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh).

Maria dos Prazeres Silva, sendo atendida no sistema Drive-thru (Foto: Márcio Sampaio)

Como muitas pessoas se anteciparam aos atendimentos, desde a quinta-feira (10) as equipes de saúde estão no local atendendo quem chega em busca do serviço. Só na quinta, mais de 250 testes foram realizados. 

Dona Maria dos Prazeres Silva foi uma das pessoas que se adiantaram e procuraram pela testagem ainda nesta sexta-feira (11). Aos 103 anos, ela conta que apesar de não estar sentindo nada foi fazer o teste para saber se já teve a doença ou não. “Vim para saber se já tive a doença. Estou respeitando o isolamento, e no momento não estou sentindo nada, mas sempre é bom sabermos como anda nossa saúde”, destacou a idosa. 

Pacientes cujo teste derem positivo estão sendo encaminhados para avaliação médica e prescrição de medicamentos. Já aqueles que apresentarem quadro mais agudo, havendo necessidade, serão imediatamente referenciados para internação. 

Para realizar o teste, é preciso apresentar um documento oficial com foto e, no caso das gestantes, também o cartão da gestante.

“A testagem é para todos que fazem parte do público-alvo. Em uma farmácia ou hospital particular, esse teste custa em torno de 300 reais. Nossa ideia é dar acesso ao SUS, continuar fazendo a testagem e continuar com a redução dos casos”, pontua o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Encerramento Hospital de Campanha
O serviço precede o encerramento das atividades do Hospital de Campanha de São Luís, previsto para o dia 17 de setembro. Desde o início do funcionamento, em maio deste ano, a unidade administrada pela EMSERH já realizou mais de 1.650 atendimentos. Atualmente, o hospital está em queda expressiva de ocupação de leitos para pacientes com a Covid-19.Apesar da diminuição de casos na Ilha de São Luís, ainda ficarão disponíveis leitos para tratamento do novo coronavírus no Hospital de Cuidados Intensivos (HCI), Hospital Carlos Macieira (HCM), Hospital Dr. Raimundo Lima e no Hospital Dr. Genésio Rêgo e Raimundo Lima.

Comentários

Comentários