Educação na Pandemia é pauta da live Para Não Surtar

A Secretaria de Estado da Juventude (Seejuv) realizou, na quarta-feira (29), a última live da série “Para Não Surtar”, falando sobre Educação na Pandemia. O tema abriu um debate importantíssimo sobre o processo de educação no período de isolamento social, contando com a participação da secretária de Estado da Juventude, Tatiana Pereira, e da secretária adjunta da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Nadya Dutra.

A live permitiu debater o que o Governo do Estado realiza para o aprimoramento da educação no Maranhão, no que se refere a ações desenvolvidas para a juventude, neste tempo de pandemia da Covid-19. Ressaltou o mantimento das aulas online para os estudantes do terceirão, focado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, sem deixar de discutir o protocolo do retorno das aulas presenciais, frisando sobre os cursos oferecidos gratuitos na Plataforma da Seduc. Outro assunto foi a inclusão dos jovens com deficiências nas redes de ensino. 

Para Nadya Dutra, ninguém, na pedagogia enquanto uma ciência, tinha um manual ou algo escrito falando sobre educação na pandemia. “É um processo novo pedagógico, as primeiras experiências, junto aos professores e alunos teve o sentido de mobilizar a rede pra garantir a movimentação do espaço, aproximar os alunos para não perdê-los para outros espaços”, explicou.

A secretária Tatiana Pereira enfatizou as ações na educação realizadas, neste período de pandemia, com foco no desenvolvimento dos estudantes. “É importante pautar e destacar os esforços que o Governo do Estado vem fazendo para que a educação não pare, neste período deliciado que vivemos, para, assim, não atrapalhar o desenvolvimento dos nossos estudantes. E, com certeza, estas ações que a Seduc está fazendo com os professores e alunos têm movimentado e fortalecendo nossa rede e, também, as políticas públicas de educação para a juventude. Destaco a compra dos chips de internet para os estudantes do 3º ano, ação essa que vai possibilitar o acesso e, assim, a preparação dos nossos jovens para o Enem”, ressaltou.

Comentários

Comentários