Hospital de Santa Luzia do Paruá reforça combate à Covid-19 na Região do Alto Turi

Hospital começou a receber pacientes

Inaugurado no último sábado (27) pelo Governo do Estado, o Hospital Regional Francisca Melo, em Santa Luzia do Paruá, já começou a receber pacientes diagnosticados com o novo coronavírus. Seis pessoas já recebem atendimento especializado na unidade que integra a rede da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Dos pacientes internados, três estão sendo assistidos em leitos de enfermaria e outros três em UTI.

“Além do Hospital Regional de Santa Luzia do Paruá, no mesmo final de semana também ampliamos o número de leitos instalados nas unidades estaduais de Itapecuru-Mirim, Timon e Caxias. A batalha contra o coronavírus precisa ser vencida e é para isso que estamos trabalhando nesses quase quatro meses”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

O hospital recebe pacientes encaminhados por unidades municipais, por meio da Central Estadual de Regulação de Leitos. É o caso da senhora Maria da Conceição Evangelista, de 87 anos, natural do município de Centro do Guilherme. Ela foi a primeira paciente a dar entrada na nova unidade regional do estado e agora segue internada na enfermaria após ser referenciada pelo hospital da sua cidade.

Segundo a neta da dona Maria, Livia da Costa Silva, de 24 anos, a luta da avó contra a doença começou no último dia 16 de junho. “Ela foi diagnosticada com quadro leve e estável da doença e seguia sendo tratada em casa. No sábado começou a apresentar dificuldades para respirar, foi então que a levamos para o Hospital Municipal de Centro do Guilherme e no mesmo dia a transferiram para cá”, pontuou.

Livia comentou sobre o zelo e cuidado que a avó tem recebido da equipe médica. “Eu percebo que ela está melhorando. Os médicos conversam e interagem com ela. A doença mexe tanto com o organismo quanto com o emocional, tanto que a psicóloga a tem visitado sempre para dar assistência, insistindo para que ela coma a fim de fortalecer o organismo”, afirmou.

Neste primeiro momento, o hospital de Santa Luzia do Paruá dispõe de 30 leitos clínicos e 10 de UTI. Conforme for necessário, o espaço poderá ser ampliado, podendo chegar a 72 leitos no total. A unidade integra a rede da SES e é administrada pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh). Fazem parte da equipe de profissionais médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, técnicos de enfermagem, entre outros.

De acordo com o diretor administrativo, Gean César de Albuquerque, a unidade beneficia a população do Alto Turi. “Antes a região sofria com o vazio assistencial na saúde e setor hospitalar, mas agora conta com um hospital que trabalha na luta contra o coronavírus. Depois que esse momento passar, ele vai poder ofertar serviços como clínica médica, obstetrícia, ortopedia e UTI”, destacou.

Itapecuru-Mirim

No município de Itapecuru-Mirim, no último fim de semana a gestão estadual entregou a ampliação do Hospital Regional Adélia Matos Fonseca, com leitos exclusivos para Covid-19 na região. Somente em maio, a unidade já havia realizado 17 internações de pacientes com o diagnóstico de Covid-19, em junho esse número saltou para 69.

No dia 27 deste mês, a SES inaugurou uma nova ala com capacidade para 30 leitos. Nesta primeira fase, foram entregues cinco leitos de UTI e 13 leitos de enfermaria. Até o momento já foram realizadas duas internações na nova ala.

Comentários

Comentários