“Não Toque, Respeite” é o tema da campanha de combate ao assédio contra mulheres no carnaval 2020

Foi lançada nesta sexta-feira, 14, a campanha de combate ao assédio no Carnaval do Maranhão 2020 (Foto: Nael Reis)

Foi lançada nesta sexta-feira, 14, a campanha de combate ao assédio no Carnaval do Maranhão 2020. Com o tema “Não Toque, Respeite”, a campanha visa combater casos de assédio durante o período carnavalesco e qualquer tipo de violência contra as mulheres. 

O lançamento foi realizado na sede da Casa da Mulher Brasileira, em São Luís, durante o Encontro de Gestoras de Organismos Governamentais de Políticas para as Mulheres (OPM’s), que contou com a presença de gestoras de 87 municípios do Maranhão. 

De acordo com a secretária de Estado da Mulher (Semu), Ana do Gás, desde o ano passado foram intensificadas campanhas de conscientização pelo fim do assédio e da violência contra a mulher. 

“Não é não! É preciso que a gente intensifique para a população, que o Brasil inteiro vai estar nessa corrente contra o assédio. É importante que a gente possa dar o nosso recado. Que as pessoas, em especial os homens, possam entender o recado e adotem essa campanha”, frisou Ana do Gás. 

Durante todos os dias e em todos os circuitos de folia do Carnaval do Maranhão, equipes da Semu, da Casa da Mulher Brasileira, e parceiros, como a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, estarão levando informações de conscientização aos brincantes. 

Lançada campanha com o tema “Não Toque, Respeite” (Foto: Nael Reis)

Para a diretora da Casa da Mulher Brasileira, Susan Lucena, a ação fortalece o sistema de proteção às mulheres já existente no Maranhão. A gestora lamenta que durante o período carnavalesco haja aumento nos casos de assédio e violência contra a mulher. 

“É sempre importante a gente destacar: fantasia não é convite, não é não. É tão bom a gente brincar carnaval, né? Esperamos que todas e todos possam brincar carnaval com alegria e sem violência”, destaca Susan Lucena. 

Em todo o Maranhão

A campanha não vai se limitar apenas aos circuitos da folia de São Luís. São esperadas ações de conscientização contra o assédio no carnaval em várias cidades maranhenses. 

A secretária da Mulher do município de Santa Rita, Luiza Calvet, foi uma das gestoras do interior do Estado que participou do lançamento da campanha. Ela adianta que sua cidade é uma das que aderiram à causa. 

A secretária da Mulher do município de Santa Rita, Luiza Calvet, foi uma das gestoras do interior do Estado que participou do lançamento da campanha. (Foto: Nael Reis)

“Nós já realizamos várias campanhas para combater a violência contra a mulher, no carnaval não seria diferente. Montamos um bloco que vai abrir o carnaval de Santa Rita para ajudar a prevenir a violência nesse período festivo. Estamos com essa campanha para abordar a violência contra a mulher. Não é não. Não toque, respeite”, pontua Luiza Calvet. 

Sobre a Casa da Mulher Brasileira

Inaugurada em 2017, no bairro Jaracaty, a Casa da Mulher Brasileira funciona 24 horas, inclusive aos fins de semana e feriados. 

O espaço conta com a Delegacia Especial da Mulher (DEM), Agência do Sine, Ministério Público, Patrulha da Mulher, Defensoria Pública, Vara Especial de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, além do Centro de Referência à mulher em situação de violência (Cram).

Comentários

Comentários