Escola de Governo do Maranhão realiza 1ª edição da Oficina Paternidade Responsável em 2020

1ª edição de 2020 da oficina do Programa Paternidade Responsável (Foto: Divulgação)

Na manhã desta sexta-feira (14) foi realizada a 1ª edição de 2020 da oficina do Programa Paternidade Responsável, promovida pela Escola de Governo do Maranhão (EGMA). Com o tema “Paternidade Responsável: a importância da informação na construção da relação afetiva familiar”, a oficina reuniu 121 pais servidores públicos estaduais no auditório da EGMA.

A Escola de Governo do Maranhão já realizou a formação de 1.770 pais servidores. O diretor da Escola de Governo, Prof. Odair José Neves, ressaltou a importância da formação. “Com muita alegria realizamos mais uma oficina do Programa Paternidade Responsável, que integra o rol das atividades desenvolvidas para a valorização do servidor, garantindo a ampliação da licença-paternidade e ao mesmo tempo oferecendo aos servidores públicos estaduais informações riquíssimas que poderão ser utilizadas no dia a dia dos pais com suas esposas e filhos”, afirmou.

O diretor da Escola de Governo destacou, ainda, que a formação pode ser realizada tanto presencialmente pelos pais servidores que residem em São luís quanto a distância pelos servidores lotados no interior do Estado. “Os pais servidores que residem em São Luís devem realizar a oficina presencialmente na sede da EGMA, já os servidores lotados nos demais municípios, podem assistir o curso online através da nossa plataforma de Educação a Distância, a EGMA Virtual”, ressaltou.  

Pai da primeira filha, o servidor Saulo Tonello, conta que está feliz com a sua participação na oficina e pretende utilizar o que aprendeu. “Muito interessante os temas abordados na oficina, pois muitas informações que nos foram repassadas eu ainda não tinha, por isso fiquei feliz em participar e acredito que esses conhecimentos devam ser colocados em prática”, frisou.

Conteúdo

O trabalho desenvolvido na Oficina Paternidade Responsável consiste na explanação da legislação federal e estadual; a importância do papel do pai na educação do filho e no fortalecimento do convívio familiar; e a exposição acerca da gestação, do pré-natal e pré-natal do homem, da forma como este pode ajudar no parto, e da volta para casa com a mulher e o bebê, além de atividades práticas de cuidados com o bebê em seus primeiros dias de vida.

A oficina trabalha o lado jurídico e social, com enfoque na criação de vínculos afetivos entre pais e filhos, oferece orientações sobre o acompanhamento do bebê, além de garantir ampliação da permanência do servidor em casa proporcionando a oportunidade de acompanhar a passagem dos primeiros dias pós-nascimento, importantes tanto para a criança, quanto para a mãe.

Programa

O Programa Paternidade Responsável tem como base a Lei nº 10.464, de 7 de junho de 2016, regulamentada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino, que dispõe sobre a licença maternidade e paternidade dos servidores públicos estaduais.De acordo com a Lei, a licença-paternidade possui um prazo de cinco dias, podendo ser prorrogada por mais 15 dias, desde que o interessado comprove participação em atividade ou programa de paternidade responsável.

Comentários

Comentários