Centro Educa Mais realiza feira de ciências sobre desenvolvimento sustentável na área Itaqui-Bacanga

Feira de Ciências possibilitou que estudantes apresentassem soluções para algumas problemáticas da área Itaqui-Bacanga (Foto: Lauro Vasconcelos)

A 2ª edição da Feira de Ciências e Tecnologias do Centro Educa Mais Dayse Galvão de Sousa, localizado no bairro da Vila Embratel, realizada na última sexta-feira (10), teve como tema “Bioeconomia: o desenvolvimento sustentável para a área Itaqui-Bacanga”, que permitiu que os estudantes fizessem um enriquecido trabalho de pesquisa, identificando sete problemáticas existentes nas comunidades em que moram e, em seguida, apresentassem as soluções para cada localidade pesquisada.

Ao todo, a Feira de Ciências e Tecnologias envolveu a participação de 238 estudantes da 1ª e 2ª séries do Ensino Médio e as temáticas abordadas durante o trabalho de pesquisa versaram sobre os mais diversos assuntos, tais como: Desperdício de alimentos e o lixo; Mobilidade urbana e desvalorização cultural da área; Saúde: poluição atmosférica e principais doenças; Lixões; Desemprego e Subemprego; Fertilizantes e poluição causada pelo gás de cozinha e Bioeconomia e seus conceitos.

A estudante da 2ª série do Ensino Médio, Leonilde Maciel, ressaltou a importância do evento. “A Feira de Ciências significa muito para mim e para todos da escola. Essa ação representa um avanço e traz bastante conhecimento sobre a área em que vivemos e nos deu a possibilidade para buscarmos soluções para alguns problemas de nossa comunidade”, revelou.

Marlon Pinheiro, também estudante da 2ª série do Ensino Médio, reforçou que, para ele, o trabalho trouxe novos conhecimentos para a sua vida e assegurou que buscar soluções para os problemas de sua comunidade, revelou-se em um momento importante na sua trajetória de estudante.

“A escola foca no projeto de vida do estudante e isso me beneficia muito a pesquisar e desfrutar de novos conhecimentos. Conhecer algumas problemáticas do nosso bairro e tentar solucioná-los, foi uma experiência valiosa para mim”, expressou o estudante.

“O Centro Educa Mais Dayse Galvão se preocupa em desenvolver trabalhos voltados ao público do Itaqui-Bacanga, através de olhares e pesquisas realizadas pelos alunos. A partir de entrevistas e das problemáticas estudadas, foram apresentadas soluções que visam contribuir para a melhoria do bairro e da construção de uma sociedade com mais responsabilidade ambiental e social, através da mudança de comportamento”, comentou a professora de Química do Centro Educa Mais Dayse Galvão, Martha Reis, ao explicar a importância da promoção de estudos e eventos acadêmicos como esse para a conscientização socioambiental dos estudantes e da comunidade.

A professora da área de Ciências da Natureza, Charlene Brito, e a gestora pedagógica da escola, Fernanda Maciel, coordenaram o projeto que culminou com a apresentação da Feira de Ciências.

“Foi um evento de extrema relevância social, por representar o crescimento de nossos estudantes, amadurecendo a partir do conhecimento para se tornarem protagonistas interventores de suas realidades, caminhando pelas veredas da sustentabilidade, da inovação e das Ciências”, concluiu a gestora pedagógica.

Comentários

Comentários