Aged e Ibama unem forças para salvar onça que ficou cega após tiro de caçador

Onça pintada será transportada nesta segunda-feira para Brasília

O transporte de uma onça pintada, que ficou cega após levar um tiro, mobilizou a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA) em uma ação até então inédita. Fiscais estaduais agropecuários da AGED realizaram o cadastramento do Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres do IBAMA, localizado na Matinha, em São Luís, para que possa ser emitida a Guia de Trânsito Animal (GTA), necessária para transportar o animal até o Criatório Científico especializado em felinos, em Brasília. O transporte da onça, que é macho e tem 8 anos de idade, ocorrerá na segunda-feira (13).

De acordo com a médica veterinária e fiscal estadual agropecuário da AGED, Keylla Cardoso, a onça foi capturada no município de Pinheiro, após ser atingida por caçadores com um tiro na fronte, que resultou na perda total de visão do animal.

“O crânio da onça é muito resistente, então não afetou nada no crânio, mas queimou os dois olhos e ela ficou cega. Geralmente, o Centro de Triagem e Reabilitação recebe os animais, é feita uma triagem, e eles são reabilitados para serem devolvidos para a natureza. No caso dessa onça, devido à cegueira, ela não tem condições de ser devolvida, então ela vai para esse outro centro em Brasília, que é especializado em receber felinos”, explicou Keylla Cardoso, que esteve na ação, acompanhada do técnico de fiscalização agropecuário da AGED, José de Ribamar, além da equipe do IBAMA.

O transporte de animal dentro do Maranhão e para outros estados só pode ser realizado mediante a emissão do GTA, independente de finalidade. Com o documento, os serviços de defesa agropecuária podem acompanhar a movimentação dos animais, evitando a entrada de doenças que podem causar prejuízos aos produtores e colocar a população em risco. Para ter acesso ao GTA, é preciso procurar o escritório da AGED mais próximo, pois o transporte de animais, sem o documento, está sujeito a multa e apreensão.  Embora seja menos comum, o transporte de animais silvestres, como a onça pintada, também só pode ser feito após a emissão do GTA.

Esta foi a primeira vez que a AGED recebeu esse tipo de demanda, mas já foi realizada outra solicitação de cadastramento para emissão de GTA da Unidade Técnica de 2º Nível do IBAMA, localizada em Santa Inês.

Comentários

Comentários