Flávio Dino entrega Estrada do Peixe, fábrica de gelo e ginásio em Matinha

Flávio Dino inaugurou fábrica de gelo (Foto: Gilson Teixeira)

Quem mora e trabalha no município de Matinha vive nova realidade com as melhorias realizadas pelo Governo do Estado na região. Em visita à cidade, nesta sexta-feira (8), o governador Flávio Dino consolidou mais uma etapa do plano de gestão, reforçando a parceria com as prefeituras. Na agenda, Flávio Dino entregou a nova Estrada do Peixe, que vai garantir mais mobilidade à população; uma fábrica de gelo equipada e moderna, impulsionando a atividade pesqueira; e inaugurou o ginásio poliesportivo do povoado.

“Estou muito feliz e com meu coração cheio de alegria e gratidão. Ouvi muitas palavras de agradecimento, mas, eu estou aqui para agradecer. Se tenho a honra e alegria de representar o Maranhão no Brasil e fora dele, eu devo ao povo de Matinha e ao povo de Itans, que sempre me apoiou nesta caminhada. Essas obras são fruto de demandas desta população e com as quais me comprometi, ainda em campanha, e agora, estamos aqui concretizando”, pontuou o governador Flávio Dino.

A Estrada do Peixe liga o povoado Itans à sede de Matinha, favorecendo ainda a mobilidade dos demais povoados. São 16 quilômetros recuperados com serviços de melhoramento e pavimentação, no trecho Matinha/Itans. No conjunto de ações executadas na via pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), está a pavimentação asfáltica, drenagem e sinalização horizontal e vertical.

Flávio Dino inaugurou o ginásio poliesportivo do povoado (Foto: Gilson Teixeira)

“Mais uma estrada importante inaugurada hoje, em Matinha. Uma grande obra de infraestrutura do Governo do Estado no município, que dá acesso e mobilidade, promove o desenvolvimento econômico e social, gerando emprego e renda à comunidade”, pontuou o titular da Sinfra, Clayton Noleto. A rodovia vai servir para o escoamento da produção, contribuir para aumentar a renda e promover o fortalecimento da economia local. A entrega beneficiará os moradores das comunidades pesqueiras e outras localizadas entre Matinha e o povoado Itans. Para a obra, o Governo investiu R$ 14 milhões.

Moradora de Itans, a dona de casa Silmara Mota viu melhorar as condições de transporte e de deslocamento na região. “Estou muito feliz com essa estrada. Antes era muita dificuldade, muito barro e lama e às vezes, a gente tinha que voltar do meio do caminho, porque era difícil atravessar. Vai facilitar para mim que moro aqui e para muita gente que trabalha com a criação de peixe. Melhorou muito”, enfatizou ela, sobre a estrada que vai facilitar o acesso dos moradores do povoado Itans, além das mais de dez comunidades à sede de Matinha e entorno.

Estrada Matinha, revitalizada pelo Governo do Maranhão, fomenta o desenvolvimento na Baixada (Foto: Gilson Teixeira)

A região, que tem base econômica na pesca com o comércio do produto, ganhou ainda um importante apoio para a atividade com a entrega da fábrica de gelo totalmente equipada. A obra, executada pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), atende demandas das comunidades pesqueiras, melhorando as condições de promoção da atividade de piscicultura e pesca artesanal na conservação adequada, garantia de um produto bem conservado ao consumidor e viabilizando a comercialização nos demais centros do Estado.

Ainda na agenda de Governo, a entrega de uma quadra poliesportiva. Para as obras, o Governo fez investimentos de mais de R$ 14 milhões. Na ocasião, o governador prestigiou desfiles de escolas no município.

Vocação Pesqueira

Presidente da Associação dos Pescadores Profissionais de Itans, Carlos Pinheiro Gomes (Foto: Gilson Teixeira)

Localizado na Baixada Maranhense, o município de Matinha é composto por pequenos e médios produtores, dos quais 75% têm a piscicultura como atividade secundária. O município é privilegiado com áreas de terras propícias para o desenvolvimento de projetos de inclusão da piscicultura em sua economia. Esta atividade é mais um fator de diversificação, fonte de geração de trabalho e renda na região da Baixada, considerada como uma das áreas de grande concentração de famílias em extrema pobreza.

A fábrica de gelo inaugurada tem capacidade para produzir cerca de 9,5 toneladas de gelo diariamente, a ser utilizado na conservação do pescado por processo de resfriamento. Vai funcionar 24 horas e garantir emprego e renda às famílias de aproximadamente 125 piscicultores que sobrevivem desta atividade. Com a utilização de recursos e equipamentos adequados ao aproveitamento e melhoramento do pescado, a fábrica aumentará em cerca de 20% o padrão de conservação do produto. A construção, que teve recursos de R$ 625 mil, faz parte do Projeto de Melhoria na Estrutura de Conservação do Pescado, que integra o programa ‘Mais Renda’, coordenado pela Sedes.

Comentários

Comentários