Equipes da SES participam de oficina sobre gestão de faturamento do SUS

Treinamento sobre Gestão de Faturamento da Autorização para Procedimentos de Alta Complexidade (Foto: Márcio Sampaio)

Equipes da Secretaria de Estado da Saúde finalizaram, nesta quarta-feira (9), a segunda etapa do treinamento sobre Gestão de Faturamento da Autorização para Procedimentos de Alta Complexidade (APAC).

“O curso atualiza os profissionais sobre o preenchimento das APACs, para evitar a perda dos recursos. A partir do curso aprendemos a preencher o sistema e atualizar procedimentos, por exemplo”, explicou a diretora administrativa do Hospital de Câncer do Maranhão, Ana Flávia Lustosa.

O programa de treinamento é composto de duas etapas. A primeira foi realizada em outubro de 2018. Como resultado, o Hospital do Câncer do Maranhão ampliou a eficiência na produção dos serviços, elevando a visibilidade dos dados epidemiológicos e ampliando o aporte de recursos que subvencionam o tratamento de diversas quimioterapias. O treinamento foi realizado em parceria com o Laboratório Roche.

Na terça-feira (8), a programação abordou gestão de faturamento do SUS, portarias do Ministério da Saúde, boas práticas de procedimentos, entre outros. “Nessa oficina nós vamos discutir a melhor eficiência do serviço público por meio do preenchimento correto da Autorização para Procedimento de Alta Complexidade (APAC)”, destacou o gerente de acesso da área de mercado público da Roche, Marcelo Linhares. Maria Denise Diniz e Mauryanne Cardoso, consultoras do Laboratório Roche, ministraram a capacitação.

Participaram do curso profissionais da Secretaria de Estado da Saúde (SES), da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), do Conecta Sus da SES, do Hospital Regional de Caxias Dr. Everaldo Ferreira Aragão e do Hospital de Câncer do Maranhão.

“O curso é de grande valia para que possamos prescrever para o paciente a terapia de modo correto dentro da APAC, de modo que o tratamento possa de fato ser autorizado e executado pelo SUS”, explicou o médico oncologista do Hospital Regional de Caxias, Carlos Eduardo Sá.

Comentários

Comentários