Dia D de Combate a Queimadas é realizado em Pinheiro

Como parte das ações integradas do Governo do Estado na campanha estadual de combate às queimadas no Maranhão o município de Pinheiro recebeu, nesta terça-feira (8), a terceira edição do Dia D de Combate às Queimadas.

A ação é direcionada, principalmente, para agricultores familiares e trabalhadores rurais, com objetivo de difundir tecnologias alternativas ao uso do fogo na agricultura e apresentar a legislação vigente. O evento contou com palestras, debates, instruções práticas realizadas pelo Corpo de Bombeiros e informações sobre o tema.

Para o secretário de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Júlio César Mendonça, a realização do Dia D na Baixada representa um momento de reflexão sobre o uso consciente do fogo na agricultura familiar.

“Estamos reunidos na Baixada Maranhense, numa região pré Amazônia que tem dois municípios com altos índices de queimadas, que são Serrano e Pedro do Rosário. Com ações articuladas estamos conseguindo reverter esses índices. Esse Dia D é um momento de reflexão para despertar para a pratica do dia a dia do uso consciente e racional do fogo, principalmente, na agricultura familiar, pois sabemos que o fogo é imprescindível,” destacou o secretário Júlio Mendonça.

Em setembro foram promovidas edições do Dia D em Balsas e Barra do Corda, com serviços voltados para as famílias rurais, como emissões de licença (expedido pela Sema), Cadastro Ambiental Rural (SAF), de Declaração de Aptidão ao Pronaf (Agerp) e atendimento pelo Instituto de Colonização e Terras do Maranhão.

A presidente da Agerp, Loroana Santana, enfatizou que a realização dos Dias D em várias regiões do Maranhão visa justamente sensibilizar as pessoas e, principalmente, os agricultores. “Mais um Dia D de mobilização e sensibilização aos agricultores, desta vez na regional de Pinheiro. Esta atividade visa diminuir as queimadas no estado. Com o Programa Maranhão Sem Queimadas juntamente com o programa Agricultura Familiar Sem Queimadas o objetivo é reduzir as queimadas descontroladas e conscientizar os agricultores que pode se ter uma agricultura sustentável,” informou a presidenta Loroana.

O agricultor familiar do município de Pedro do Rosário, Francisco Severo, que esteve presente no Dia D, disse que nunca tinha participado de uma capacitação sobre esse tema. “A importância desse evento é muito grande. A gente vem vendo que há meses as grandes queimadas têm causado transtornos, e o governador Flávio Dino decretou a proibição de queimadas, isso é muito importante. Eu só sei roçar e queimar, então, participar desse Dia D foi muito bom para aprender alternativas ao uso do fogo na agricultura,” ressaltou o agricultor familiar Severo.

A programação do evento contou com instruções práticas do Corpo de Bombeiros e do Batalhão Ambiental sobre o tema. “Estamos saindo da situação crítica. O nosso papel é instruir e conscientizar para diminuir os focos de calor no país”, explicou coronel Gonçalves, subchefe do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão.

Decreto

Em agosto, o governador Flávio Dino assinou decreto n° 35.122, determinando a proibição do uso do fogo para a limpeza e manejo de áreas no estado do Maranhão. O dispositivo é baseado no artigo 225 da Constituição Federal, que garante o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado a todos.

Comentários

Comentários