Alunos do CE Dr. João Bacelar Portela reforçam ações de combate às ISTs e HIV/Aids com projeto XOVÊ

Nove alunos do Centro de Ensino Dr. João Bacelar Portela, acompanhados de equipes do Hospital Presidente Vargas, receberam esta semana certificados de participação no projeto de cooperação de jovens como multiplicadores do aplicativo XOVÊ. O APP reúne orientações sobre prevenção do HIV/Aids e das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). O projeto é desenvolvido em parceria com a Casa de Apoio Acolher, em São Luís.

No total, os jovens participaram de quatro dias de treinamento com carga horária de 12 horas. A capacitação iniciou sexta-feira (18). Após a capacitação com palestras, rodas de conversa, exposições, vivências, apresentação do perfil epidemiológico das HIV/Aids e das ISTs no Maranhão e do aplicativo XOVÊ, os estudantes foram orientados sobre o papel do multiplicador. A certificação dos jovens foi realizada nesta terça-feira (24).

A diretora geral do Hospital Presidente Vargas, Leyna Melo Lima, explica que o protagonismo dos jovens contribuirá com as ações de prevenção do HIV/Aids e ISTs. “Nosso objetivo é multiplicar informações preventivas entre os jovens. O jovem se comunica bem com o jovem”, disse.

O aplicativo XOVÊ foi lançado, em São Luís, em 30 de agosto. A iniciativa da Casa de Apoio Acolher, que funciona no bairro da Jordoa, próximo ao Hospital Presidente Vargas, conta com orientações preventivas sobre HIV/Aids e das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), além da rede de atendimento. O aplicativo leva informação de forma interativa para população.

O aplicativo está disponível para download em smartphones com sistema operacional Android, por meio da loja de aplicativos Play Store. A estudante Mayara Francisca Rocha Ribeiro, de 18 anos, já testou e aprovou o aplicativo. “Nós precisamos estar informados sobre o tema”, destacou.

Durante a oficina, os jovens contaram com a orientação dos profissionais do Hospital Presidente Vagas. “Usamos portarias e recomendações do Ministério da Saúde (MS) com a linguagem adaptada para os jovens, e tudo isso foi muito positivo”, disse a psicóloga do Hospital Presidente Vargas, Regiane Coelho.

O aplicativo reúne informações sobre prevenção do HIV/Aids e ISTs, orientações profilaxia, testagem, acesso aos pontos de distribuição de preservativos masculinos e femininos, entre outros.

“A parceria é muito grande com o hospital Presidente Vargas. Precisamos prevenir ainda na juventude a transmissão do vírus da Aids e também das ISTs”, disse o diretor-presidente da Casa Acolher, Paulo César Ribeiro Almeida.

Comentários

Comentários