Casas de Cultura participam da ‘Campanha Rede do Bem: estamos aqui para ajudar’

Biblioteca Benedito Leite organizou exposições de livros e contação de histórias para estudantes que participaram do evento (Foto: Divulgação)

Este ano a campanha Setembro Amarelo, que tem por objetivo a conscientização sobre a importância da prevenção do suicídio, destaca a necessidade de atenção especial para com o bem-estar e a saúde mental das crianças e dos adolescentes. Com esse foco, as casas de cultura do Estado participaram ativamente da ‘Campanha Rede do Bem: estamos aqui para ajudar’, realizada nesta terça-feira (10), pelo Ministério Público do Maranhão em parceria com o Fórum Estadual de Prevenção da Automutilação e do Suicídio.

A Biblioteca Pública Benedito Leite montou tenda literária na Praça Nauro Machado, com exposições de livros e contação de histórias, reunindo centenas de estudantes da rede municipal, estadual e federal de ensino.

Para a diretora da BPBL, Aline Nascimento, é importante chamar a atenção para o assunto buscando a valorização dos laços sociais.

“Acredito que a cultura é um elemento fundamental para a melhoria da qualidade de vida das pessoas, dá motivação para o convívio, tira do isolamento e gera sentimentos positivos. Os programas de livro e leitura realizados pela BPBL têm esse forte componente de atividades socioculturais, sempre com foco em novas experiências e novos aprendizados”, ressaltou Aline.

A Casa de Cultura Josué Montello também participou da Campanha Rede do Bem com diversas ações que enfatizaram o tema na obra literária. Durante o evento foi realizada palestra sobre a vida e obra do escritor Josué Montello, exposição e recital de poesia. Destaque para a participação da cordelista Raimunda Frazão, que recitou o poema “Não ao suicídio”.

A promotora de justiça Cristiane Lago, idealizadora da Campanha e coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Direitos Humanos, destacou a participação das casas de cultura no evento.

“As ações de cultura são alternativas valiosas na prevenção ao suicídio. Um ser humano com qualidade de vida é um ser completo, um ser que se informa, que se diverte, com leitura, esporte, arte e atividades edificantes”, pontuou.

A programação que começou logo cedo, por volta das 8h da manhã, se estendeu até as 17h com apresentação de bandas, rodas de conversa, peças de teatro e exposições. As atividades aconteceram no Centro de Criatividade Odylo Costa filho, Praça Nauro Machado e Casa de Cultura Huguenote Daniel de La Touche.

O Fórum Estadual de Prevenção da Automutilação e do Suicídio é integrado por diversas instituições públicas, sociedade civil e entidades parceiras.

De acordo com relatório da Organização Mundial da Saúde, divulgado na segunda-feira (9), o suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos no mundo, atrás apenas de acidentes de trânsito. E a cada 40 segundos uma pessoa se suicida, sendo que 79% dos casos se concentra em países de baixa e média renda.

O Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em parceria com a Associação Internacional de Prevenção do Suicídio (IASP), tem o objetivo de trazer uma discussão maior sobre o tema e, principalmente, promover a capacitação, conscientização e sensibilização de profissionais que atuam nos serviços de saúde pública para que estejam aptos a reconhecer os fatores de risco para o suicídio.

Comentários

Comentários