Retrospectiva: Revitalização de espaços públicos e incentivos ao setor empresarial marcam ações para fortalecimento do turismo 

Número de visitas de turistas ao Ceprama multiplica durante o período de férias. Foto: Karlos Geromy/Secap

Os programas e medidas executados em dois anos da gestão realizada pelo governador Flávio Dino deram impulso ao setor turístico consolidando o Maranhão como roteiro viável para o lazer e o turismo de negócios. Para isso, foram feitos investimentos para revitalização de espaços públicos, incentivos ao setor empresarial, promoção de eventos culturais e ações de infraestrutura urbana.

“Nós estamos realizando investimentos para valorização da cultura e do patrimônio histórico do nosso estado. O investimento em turismo tem efeitos positivos para todo o estado, especialmente, no Maranhão que tem grande vocação turística”, afirma o governador Flávio Dino, ao destacar que o fortalecimento do turismo aquece a economia e favorece a geração de emprego e renda.

No primeiro mês da gestão, foi reduzida – de 25% para 17% – a alíquota de querosene para as companhias aéreas que operam no estado. A medida manteve voos, aumentou oferta de assentos e criou novas rotas. Os aeroportos maranhenses são palco de ações culturais como boas vindas a turistas, em épocas festivas como férias, Carnaval e Festas Juninas. A publicidade do Maranhão no aeroporto de Confins, em Minas Gerais é outra ação nessa área para fortalecer o turismo local.

Paralelamente, o Maranhão foi amplamente divulgado como destino em mais de 150 países por meio da participação em 11 Feiras de Turismo, sendo duas internacionais – Berlin e Londres. Na infraestrutura, o Governo reconstruiu estradas de acesso a cidades turísticas, a exemplo da que liga Paulino Neves e Barreirinhas, facilitando acesso aos Lençóis Maranhense, e a estrada para Santo Amaro, que valoriza a Rota das Emoções. Também houve a reforma e reparos em equipamentos culturais como teatros, museus e praças.

Público lotou a Praça Nauro Machado, aproveitando as atrações do ‘Mais Cultura e Turismo’ em 2016. Foto: Gilson Teixeira/Secap

“O projeto desenvolvido pelo governador Flávio Dino para esta área do turismo tem como foco a ocupação de espaços públicos anteriormente abandonados e ações de incentivo à cultura local, pensadas tanto para atrair turistas, quanto para quem vive aqui. Esse planejamento tem tido a aprovação popular”, destaca o secretário de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), Diego Galdino.

A promoção de eventos culturais de forma regular, em pontos turísticos da cidade, movimentou locais antes pouco visitados. No Espigão Costeiro, aos fins de tarde dos sábados e domingos, é realizado o projeto ‘Música no Espigão’; nas férias, mês das crianças e Natal, a Praça da Lagoa tem programação temática; o Palácio dos Leões é palco de eventos natalinos em dezembro; e a Praça Nauro Machado, no Centro Histórico, oferece programação diversificada regularmente.

Valorizando o artesanato local, o Governo do Estado promoveu o I Seminário Estadual do Artesanato do Maranhão e criou o Programa Estadual de Desenvolvimento do Artesanato do Maranhão, já em vigor. O programa fortalece e promove o artesanato de forma integrada com o turismo. A gestão estadual também possibilitou a formação de 180 profissionais de meios de hospedagem, restaurantes, guias de turismo e comunidade em geral de Barreirinhas e Santo Amaro do Maranhão por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

O Governo inclui 10 pontos turísticos locais no Mapa do Turismo brasileiro, a partir do Programa de Regionalização. O instrumento possibilita desenvolver ações no setor de forma regionalizada e descentralizada. Uma das ações mais significativas foi a reativação do Conselho Estadual de Turismo do Maranhão, que garante a participação da sociedade civil na elaboração das políticas públicas referentes ao setor.

Estaleiro Escola

O Governo do Estado fez grandes investimentos no Estaleiro Escola, espaço que completou 10 anos este mês. Foi construída a Praça Mestre Pedro Alcântara, com playground, homenageando o mestre da construção naval. O cais foi revitalizado e batizado de Antônio Bruno P. Nogueira (Nhozinho), outro mestre, já falecido; e lançado o selo dos 10 anos, por meio do Ministério das Comunicações e Correios, que vai circular no Brasil e exterior.

O projeto de revitalização do Estaleiro prevê ainda a reforma da Casa de Ana Jansen – hoje uma ruína – que inicia no próximo ano. A casa será utilizada para uma escola de formação em pesca. O Estaleiro oferece cursos e é um espaço cultural e turístico de São Luís de grande potencial.

FALA POVO 

Alberes Santos organiza viagens para São Luís e o artesanato está sempre no roteiro dos visitantes. Foto: Karlos Geromy/Secap

“Já trouxe mais de dez grupos de turistas pernambucanos para conhecer as belezas do Maranhão e sempre que passamos pela capital, o Centro é um dos pontos de parada solicitados pelos turistas”.

Alberes Santos há três anos organiza viagens ao Maranhão

Turistas elogiam a riqueza do artesanato maranhense. Foto: Karlos Geromy/Secap

“Estou achando tudo lindo. Já passei por outras cidades do Nordeste e esta é a primeira vez que encontro um centro de artesanato tão estruturado. Com certeza os administradores estão de parabéns por manter este lugar tão agradável”

Luciene Alves, turista de Olinda, ficou encantada com o Ceprama

Além do Espigão, a programação se estendeu à Praça Nauro Machado, no Centro Histórico e à Praça da Lagoa da Jansen. Foto: Handson Chagas/Secap

“Projeto exemplar e que distrai e atrai a criança. Meu filho [João Carlos] não desgrudou daqui e mesmo com outras atrações, crianças e brinquedos ao redor, ele gostou muito da leitura e dos livros”.

André Alevatto sobre a programação para o público infantil no Mais Cultura e Turismo