Governo do Maranhão sela parceria com Centro Internacional Celso Furtado

Flávio Dino recebe o diretor-presidente do Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento, Saturnino Braga (Karlos Geromy)

Nesta sexta-feira (1º), o governador Flávio Dino recebeu, no Palácio dos Leões, o diretor-presidente do Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento, Saturnino Braga. O encontro teve como objetivo debater novas parcerias que promovam a aceleração do desenvolvimento no Maranhão.

Criado há 12 anos, o Centro Celso Furtado foi concebido para ser um polo irradiador de projetos e políticas inovadoras no combate à fome, à pobreza e aos gargalos do desenvolvimento. Para alcançar este objetivo, se dedica a aprofundar, sistematizar e formular projetos de investigação e pesquisa em torno dos temas cruciais do desenvolvimento do século 21 em diferentes vertentes, dos aspectos econômico ao social, cultural e político.

Com longa trajetória política, nos cargos de vereador, deputado federal, prefeito e senador, todos pelo Rio de Janeiro, Saturnino Braga afirmou que a escolha do Maranhão para parceria se deu em razão dos avanços verificados nos últimos anos.

“O Maranhão vem apresentando índices de desenvolvimento muito importantes dentro do Brasil. Nossa expectativa é propor e estudar uma associação com a Fundação Ignácio Rangel e a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), a ser desenvolvida em várias etapas e aspectos do desenvolvimento, em setores como o da energia, indústria e formação de quadros, identificando potencialidades do estado”, afirmou Saturnino.

Para o diretor-presidente da Fapema, Alex Oliveira, a parceria demonstra a maturidade dos estudiosos e será responsável por promover uma maior aceleração do crescimento do Estado. “Esta proposta já está ancorada pelo que tem sido desenvolvido no Maranhão. Exemplos são a recente abertura da fábrica de celulose e como, a partir disso, poderemos investir na exportação dos papéis produzidos, o Instituto de Ciência e Tecnologia, um dos únicos do Nordeste a estudar energias oceânicas e fluviais e a Bioenergy, que gera energia renovável nos nossos parques eólicos”, disse.

Dando início ao projeto e à parceria, que deve ser implementada efetivamente no princípio de 2018, a Fapema e o Centro Internacional Celso Furtado para Políticas de Desenvolvimento realizaram, entre os dias 27 de novembro e 1 de dezembro, o minicurso “Desenvolvimento regional e atualidade do pensamento de Celso Furtado e Ignácio Rangel”.

Para o Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles, a parceria entre o Centro Celso Furtado e o Governo do Maranhão pode ser considerada histórica.

“Este encontro deverá levar a ações concretas, a partir das análises produzidas pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), sobretudo nas cadeias e atividades econômicas mais produtivas do estado, como a produção sucroalcooleira, de cerâmicas, produção de papel e de celulose na Região Tocantina e a análise do meio ambiente e do nosso ecossistema de inovação”, contou.

Flávio Dino recebe o diretor-presidente do Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento, Saturnino Braga (Karlos Geromy)