Governo conclui obras de prédios escolares abandonados há mais de oito anos

Comunidade comemora novas escolas que antes funcionavam em condições precárias. Foto:Divulgação

Nesta última semana, a população dos municípios de Turilândia e São Vicente Ferrer, na baixada maranhense, ficaram em festa. O Governo do Maranhão entregou os Centros de Ensino Newton Belo – Anexo I (Turilândia) e Ana Mota (São Vicente Ferrer), prédios que estavam com suas estruturas abandonadas desde 2008 e 2009, respectivamente. Com a conclusão e entrega das obras, os dois centros de ensino que funcionavam em prédios cedidos, passaram a ter espaço próprio para funcionamento das aulas e demais atividades escolares.

Em Turilândia, a construção e conclusão da escola Newton Bello era um sonho antigo da comunidade escolar. O prédio, que estava com sua estrutura abandonada desde o ano de 2008, recebeu investimento de cerca de R$ 1 milhão, e agora foi entregue para alunos e professores desenvolverem suas atividades. Com oito salas de aula, sala de informática e de grêmio, laboratórios, biblioteca, além de auditório e espaços destinados para os professores, diretoria e secretaria, a nova estrutura atenderá quase 700 alunos, entre Ensino Fundamental e Médio.

A nova escola alegrou estudantes, como o Maycon Campos, que declarou: “Estou muito feliz com a nova escola porque o prédio que nós estávamos era alugado e nós não nos sentíamos muito a vontade para fazer as nossas atividades. E hoje nós temos prédio próprio para fazer as atividades que nós precisamos, fazer os nossos festivais que fazemos todos os anos. E é muito gratificante estar em um prédio que a gente pode chamar de nosso”.

No C.E. Ana Mota, no município de São Vicente Ferrer, a situação não era diferente. A escola durante anos funcionou em um prédio cedido, sem condições dignas para o processo de ensino e aprendizagem. Durante a passagem da ‘Caravana do Governo de Todos’ na baixada maranhense, no último sábado(18) estudantes e professores viram sua realidade ser transformada, com a entrega do prédio escolar próprio para funcionamento do Centro de Ensino.

O prédio teve sua construção iniciada em 2009, porém, desde então, encontrava-se abandonado de forma inacabada, tornando-se motivo de tristeza para toda a comunidade, que por anos viu o bem público se deteriorando por causa do descaso.

Conceição Montelo é uma das fundadoras da escola. Há 39 anos atuando como professora no Centro, ela fala da sua emoção em finalmente ver o espaço virar uma escola e a comunidade escolar ter um prédio próprio para funcionamento. “Para mim é a realização de um sonho ver nossos alunos em um ambiente digno. Porque até então nós convivíamos em um ambiente impróprio, sem espaço. Eu que já tenho o direito de me aposentar, agora estou muito tentada a continuar em sala de aula, pois sempre sonhei trabalhar no prédio próprio desta escola, no nosso espaço”, declarou.

Comunidade comemora novas escolas que antes funcionavam em condições precárias. Foto:Divulgação

Com investimento total de R$ 916 mil, o C.E. Ana Mota possui seis salas de aula, secretária, sala de professores, laboratório de informática, sala para biblioteca, cozinha, entre vários outros espaços. A escola tem capacidade para atender aproximadamente 700 estudantes.

Wesley Frazão, de 16 anos, conhece muito bem a realidade do antigo local de funcionamento da escola. Matriculado agora no 3° ano do Ensino Médio, ele declara que a nova escola é um sonho que alunos e professores concretizam. “É a realização de um sonho a gente está vindo pra cá. Ela ficou muito bonita, dá gosto de estudar. Só tenho a agradecer o Governo por ter realizado este sonho”, disse.

A professora Rona Celeste, que há 25 anos leciona a disciplina de Matemática na escola, descreve o que sente: “uma vitória. Há anos vínhamos passando inúmeras dificuldades com a falta de espaço, em um prédio pequeno, mal estruturado. Como educadores sempre procuramos trabalhar certo, ter nossas responsabilidades, mesmo em um ambiente que não oferecia estrutura adequada. Agora receber este prédio que era um sonho, que nos dará um espaço adequado para desenvolvermos nossas atividades, só nos enche de alegria e satisfação. Só temos a agradecer”.

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, ressalta que somente nesta última semana, cinco escolas, entre reformadas e novas construções, foram entregues pelo governador Flavio Dino. “Estamos trabalhando diuturnamente para vencer o descaso com que foram tratadas  nossas escolas, por muitos anos. A missão do Governo do Maranhão é transformar as escolas em espaços dignos para nossos estudantes, para que eles se sintam acolhidos e motivados a adquirir conhecimentos que os levem a uma vida de sucesso e realizações. Com a conclusão das obras dos Centros de Ensino Newton Belo e Ana Mota, e a entrega deles para suas comunidades escolares, o governador Flávio Dino reafirma o seu compromisso com a população maranhense de correta aplicação dos recursos públicos”, afirmou.

Durante sua passagem por São Vicente Ferrer, o secretário Felipe Camarão vistoriou, ainda, as obras que estão em andamento em outra escola da rede pública estadual no município, o C.E. Dr. José Arouche.

Escola nova, alegria renovada

A entrega do C.E. Ana Mota alegrou não somente alunos e professores, mas também de moradores da região que, finalmente, viram uma antiga obra abandonada dar lugar a uma escola digna. “A construção desse prédio há anos vem se arrastando. E hoje para nós da comunidade é uma felicidade saber que nossas crianças terão um prédio novo para as aulas, uma estrutura adequada, muito boa. Só temos a agradecer o governador Flavio Dino. Uma estrutura tão bonita dessa deu até vontade de voltar a estudar, confessou a moradora Alessandra Gaspar.

“Esse momento é um marco na história da escola, com novas possibilidades para incentivar nossos alunos a estudar muito mais, com uma estrutura que agradou a todos. Um anseio muito grande nosso que enfim chegou o dia”, falou a gestora geral do Centro, Joacilene Pereira Rocha.