Estudantes do ‘Cidadão do Mundo’ destacam aprendizado a partir de experiências no exterior

Participantes do ‘Cidadão do Mundo’ relatam experiência com o intercâmbio internacional. Foto: Divulgação

“Um mês de curso aqui equivale a um ano de curso no Brasil. Nós já desenvolvemos bastante o inglês, mesmo aqueles que tinham um nível mais baixo. Realmente tem sido uma experiência muito gratificante. Acredito que todos os estudantes já cresceram bastante durante esses dois meses de intercâmbio”, disse Brenda Wash, que está em Halifaz, no Canadá, participando do programa de intercâmbio internacional ‘Cidadão do Mundo’, promovido pelo Governo do Maranhão.

O ‘Cidadão do Mundo’ é coordenado por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema). O programa garante a jovens maranhenses oportunidade de aperfeiçoar o inglês, francês ou espanhol fora do Brasil com todas as despesas pagas.

“O Cidadão do Mundo é um programa pioneiro do governo Flávio Dino e se afirma como política de Estado ao oportunizar intercâmbio internacional para nossa juventude. Acreditamos que esses jovens intercambistas se tornarão bilíngües e contribuirão para ampliarmos as possibilidades de inserção internacional de nossa economia”, disse o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada.

Nesta etapa participam 70 jovens que embarcaram no último dia 8 de abril para Argentina, Canadá e Montreal. Trinta estudantes estão na província de Córdoba, na Argentina, onde aprenderão o espanhol; 30 na cidade de Halifax, na província canadense de Nova Escócia, para aperfeiçoar o inglês; e dez estudam francês em Montreal.

Jéssica Santos, da mesma turma de embarque da Brenda, contou que a experiência está sendo ainda melhor porque o curso de inglês é repleto de atividades culturais, o que otimiza o aprendizado. “Então eu estou adorando”, disse entusiasmada.

Já Hortenezia Barcelos destacou a importância do ambiente para o aprendizado. “O intercâmbio é uma maneira de você potencializar o idioma porque estamos em uma cidade diferente, com cultura e língua diferentes. Precisamos aprender para nos comunicar e o ambiente escolar e o familiar nos ajudam a aperfeiçoar a língua. Para mim é uma experiência diferente e única”, completou.

Marcus Nogueira, outro intercambista, disse que estudar no Canadá – um sonho de muitos estudantes – hoje é uma realidade para os jovens ‘Cidadãos do Mundo’. “A experiência está sendo maravilhosa. Cada dia é um novo aprendizado, uma nova descoberta. A faculdade tem uma infraestrutura maravilhosa e o curso de inglês ainda dá todo o suporte necessário para a gente saber como é viver como um canadense”, contou Marcus Nogueira.

Durante o curso os estudantes têm oportunidade de participar de eventos de integração e atividades culturais que apresentam a história e a cultura da cidade. “No curso de inglês ainda temos a oportunidade de dividir a sala de aula com alunos de todos os lugares do mundo. A faculdade é conhecida por ser uma faculdade internacional, aberta para todas as culturas e sempre fomentando a diversidade”, destacou Marcus Nogueira.

Os estudantes que estão na cidade de Halifax contam com toda a estrutura do campus universitário Saint Mary’s University, onde realizam o curso de idioma e têm acesso às atividades em academia de ginástica, prática de basquete, rúgbi, hóquei, entre outras.