Emoção e muita alegria marcam entrega de equipamento agrícola na Associação São Lucas, em Magalhães de Almeida

Associação é composta por 63 famílias de agricultores familiares vinha sofrendo com a falta de apoio agrícola. Foto: Divulgação

Música, palmas, foguetes, sorrisos e muita alegria marcaram a chegada de um trator na Associação dos Primeiros Moradores e Lavradores Remanescente da Fazenda São Jorge, do assentamento estadual São Lucas, no município de Magalhães de Almeida, nesta sexta-feira, 16. O veículo vai fortalecer a agricultura familiar no município.

A associação composta por 63 famílias de agricultores familiares vinha sofrendo com a falta de apoio agrícola. “Nossa comunidade tem 15 anos de muita luta. Hoje estamos todos felizes por esse grande incentivo para nossa produção que, com certeza, vamos aumentar o cultivo de feijão, milho e mandioca. Esse trator foi uma glória que a gente recebeu do governador”, com muita emoção exclamou o presidente da associação Francisco das Chagas, conhecido como Chagas Dirá.

O secretário de Estado da Agricultura Familiar – SAF, Adelmo Soares disse que é objetivo do Sistema SAF (composto pela SAF, Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural- Agerp e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão- Iterma) é trabalhar em prol do desenvolvimento do Maranhão e levar dignidade e qualidade de vida aos agricultores familiares do Estado.

Associação é composta por 63 famílias de agricultores familiares vinha sofrendo com a falta de apoio agrícola. Foto: Divulgação

“Nosso governador Flávio Dino quer que nós estejamos em todos os municípios do Estado, para levar ao povo maranhense condições de continuar trabalhando e levar aqueles que estavam esquecidos melhores condições de vidar”, pontuou o secretário.
Além do trator com implementos agrícolas o governo do Estado desenvolve as cadeias produtivas da ovinocaprinocultura e mandioca em Magalhães de Almeida.

O Perímetro Irrigado tabuleiro de São Bernardo é outra ação do Sistema SAF no município que está beneficiando centenas de famílias. O perímetro tem pouco mais de 327 hectare de área cultivada com a produção de banana, melancia, coco, limão, tangerina, laranja, mamão, goiaba e caju. A Agerp presta assistência técnica as famílias com o objetivo de aumentar a produção de fruticultura irrigada, tirar famílias da pobreza e combater a seca.

O evento contou com a presença do superintendente de Reordenamento agrário da SAF, Pedro Bello, do líder político de Magalhães de Almeida, Costa Júnior, vereadores e lideranças comunitárias.