Em agosto, Praça do Foguete será entregue garantindo mais uma opção de lazer para a criançada no Complexo Lagoa da Jansen

A Praça do Foguete decola a todo vapor para ser a mais nova área de lazer que deve ser entregue em agosto. Foto: Jorge Ribeiro

Como parte do conjunto de ações realizadas pelo Governo do Maranhão para revitalizar e valorizar os espaços públicos no Complexo da Lagoa da Jansen, a Praça do Foguete decola a todo vapor para ser a mais nova área de lazer que deve ser  entregue em agosto. A principal atração é o brinquedo “Foguetinho”, que já desperta a curiosidade e a imaginação das crianças, e dos adultos também.

No local onde antes funcionava a administração da Lagoa, e estava abandonado desde a antiga gestão, a Praça do Foguete será um ambiente para toda a família. Com um investimento de mais de R$ 900 mil, a construção por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), em parceria com a Prefeitura de São Luís, segue o modelo do foguete instalado no Parque da Cidade, em Brasília.

Para o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto, o brinquedo com certeza será sucesso e uma atração única em todo o estado. “É chamada pracinha do foguete porque comporta um lindo brinquedo para crianças. É mais um equipamento público viabilizado pelo governo Flávio Dino que tem trabalhado intensamente para qualificar espaços públicos que permitam integração das pessoas, que permitam oferecer opções de lazer e entretenimento”, comentou Noleto.

Todo o planejamento do ambiente gira em volta do imponente foguete que, de longe, já chama atenção. Foto: Jorge Ribeiro

“Esse equipamento público vai resgatar a vivência das crianças que poderão brincar em um ambiente que proporcionará a integração e a criação de laços de amizade. Para os adultos e pais que frequentarem a praça, ela se tornará mais uma opção de lazer. Esse legado reflete o compromisso dos gestores do Município e do Estado, que tem trabalhado em parceria para benefício da população, criando ambientes que proporcionem a interação e socialização de todos”, destacou o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), Antônio Araújo.

Todo o planejamento do ambiente gira em volta do imponente foguete que, de longe, já chama atenção. O equipamento lúdico feito em chapa metálica de alta resistência  é composto de quatro partes interligadas: o foguete, o tubo (que possui duas rampas e um estágio no meio), a ponte e último estágio. O Foguetinho possui um pouco mais de 10 m de altura, contando com a parte da antena. A escolha das cores é recheada de intencionalidade. Os alertas vermelhos são para imitar o fogo. A cor amarela serve para chamar a atenção e também para guiar a criança enquanto ela estiver se movimentando. E o fundo do foguete foi planejado justamente nesse formato para que à noite, quando for iluminado, a luz saia por ele.

Priorizando a segurança, todo o piso do brinquedo é emborrachado. Na área externa, abaixo do brinquedo, foi colocado o piso de concreto polido, mas também receberá o piso de borracha, deixando assim as crianças e os pais mais seguros para se divertirem.

A aventura está liberada para crianças de 7 a 14 anos, e os menores acompanhados dos pais e/ou responsáveis. E pensando em levá-las a um mundo imaginário, o arquiteto Marcos Borges planejou cada detalhe. “Eu tive que me imaginar: se eu fosse criança o que eu acharia legal? O desenho que eu fiz eu coloquei exatamente isso: uma criança correndo nesse tubo, o foguetinho, a imaginação… Quando uma criança fecha os olhos e ela desenha um foguete, ela vai desenhar esse foguete. Aí eu, como arquiteto, só dei um jeitinho nele, mas é como se uma criança tivesse feito o projeto”, destacou o arquiteto.

Os pequenos astronautas não terão limites para a brincadeira, já que eles terão duas possibilidades de trajetória. Na primeira, a criança pode entrar pelo foguete, descer a rampa, parar para tirar foto, passar pela ponte e sair. A outra alternativa é realmente realizar uma escalada rumo ao foguete subindo a rampa e, chegando ao topo, fazer a descida.

A obra da Praça do Foguete está em fase de acabamento. Todo o equipamento já foi montado e o piso de concreto está na etapa de polimento, assim como os bancos. A última parte é colocar o piso emborrachado, instalar a grade de proteção e as luminárias e terminar o paisagismo.

A principal atração é o brinquedo “Foguetinho”, que já desperta a curiosidade e a imaginação das crianças, e dos adultos também.

Interligação da Praça do Foguete com a Praça da Lagoa

Essa praça é a extensão da atual Praça da Lagoa e está sendo feita uma integração entre esses dois espaços. A parte interditada para fazer a união das praças foi um trecho da Rua dos Rouxinóis com a Rua das Patativas. Para quem trafegava por essas ruas como meio de acesso a outros locais, agora vai precisar entrar em vias anteriores ou seguir em direção à Praça da Lagoa, e fazer o retorno para pegar o trecho não interditado.

O engenheiro Pablo Leite explica que a ampliação do espaço visa o maior entretenimento, mas principalmente a segurança. “O intuito é diminuir o risco aos cidadãos que frequentam as praças, pra não atravessar as avenidas que cortavam a região, e, com isso, ter uma melhor segurança, principalmente para as crianças, para que elas curtam essa área de lazer de forma segura”, enfatiza o engenheiro.

Nessa nova fase já foi feita a delimitação e assentamento do meio fio, e agora caminha a execução do aterro da área, juntamente com a demarcação do jardim, para posteriormente ser colocado o piso e interligar as duas praças. “A Praça da Lagoa já é um grande sucesso e não temos a menor dúvida que a extensão com a pracinha do foguete, com o brinquedo, com a complementação e a integração desses espaços, também será um enorme sucesso junto ao público em geral”, reafirma o secretário Clayton Noleto.

Revitalização do Complexo da Lagoa

O Complexo da Lagoa da Jansen, que já é um dos mais belos cartões postais de São Luís, passa por uma série de transformações. Foram investidos R$ 2,5 milhões na construção da Praça da Lagoa, entregue ano passado, e outros espaços já foram revitalizados pelo Governo do Maranhão, como a Concha Acústica Reinaldo Faray, a Praça da Criança, a Academia ao ar livre, e, também, as obras de recuperação da barragem.