Com apoio do Governo, São Luís e cidades vizinhas oferecem roteiros turísticos diversos durante período de férias

Cais de Ribamar agora é um dos cartões-postais da cidade balneária. Foto: Divulgação

O mês é de férias e, como bons destinos turísticos, São Luís e as cidades vizinhas estão cheias de atrações, até mesmo para quem está com pouco tempo. Com as ações realizadas pelo Governo do Maranhão, que garantem infraestrutura adequada aos visitantes, é possível aproveitar roteiros para São José de Ribamar, que agora incluem o novo Cais da cidade balneária; conhecer a Rota da Juçara no Maracanã, que recentemente foi beneficiado com o Mais Asfalto; além do Mais Cultura e Turismo em Barreirinhas.

“Essas iniciativas são muito positivas porque valorizam o nosso produto turístico. Em São José de Ribamar, por exemplo, onde antes só visitávamos a igreja e a gruta, agora também oferecemos o Cais e as pessoas querem conhecer, tirar foto. Já em Barreirinhas, o turista acaba se interessando pela programação dos shows e fica mais de um dia na cidade”, diz a presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens no Maranhão (ABAV-MA), Maria Antonieta Uchôa.

Para quem está de passagem por São Luís – ou mora na cidade – e quer aproveitar um roteiro interessante, existem várias dicas de passeio que podem ser feitas em um dia. Aproveite!

Barreirinhas

Programação do Mais Cultura e Turismo tem animado o fim de semana em Barreirinhas. Foto: Gilson Teixeira/Secap

Uma das cidades de entrada para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, Barreirinhas está localizada a 252 km de São Luís, distância facilmente percorrida para quem quer conhecer as dunas em um dia de viagem. De carro próprio, contratando pacotes fechados em agências de viagens ou saindo de ônibus da capital maranhense, chega-se à cidade em aproximadamente três a quatro horas.

A partir daí é possível pegar um dos carros 4×4 das agências locais que levam ao passeio no Parque. Mesmo no roteiro mais rápido, já dá para ter uma dimensão do tamanho da reserva e conhecer toda a beleza do contraste entre o branco das gigantes dunas de areia e as lagoas de água cristalina. As mais visitadas são a Lagoa Azul, a Lagoa do Peixe e a Lagoa da Paz.

Para quem tiver um dia a mais, a dica é aproveitar um pernoite na cidade e aproveitar as atrações turísticas do Programa Mais Cultura e Turismo de Férias. Durante todos os finais de semana de julho, incluindo a sexta-feira, sábado e domingo, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), está promovendo atividades culturais aos visitantes.

Uma delas é o passeio gratuito pelo Rio Preguiças na ‘Lancha Cultural’. Uma embarcação transporta os turistas pelo rio enquanto um guia faz intervenções artísticas, contando a história do Maranhão por meio de músicas populares.

Também na Beira Rio, em Barreirinhas, shows de artistas locais e nacionais estão animando os finais de semana. Já passaram pelo palco montado pela Sectur nomes como Carlinhos Veloz e Jorge Vercilo e ainda se apresentarão Criolina, Mano Borges, Chico César, dentre outros artistas.

Raposa e São José de Ribamar

Cais de Ribamar agora é um dos cartões-postais da cidade balneária. Foto: Divulgação

Cerca de uma hora de São Luís, as cidades de Raposa e São José de Ribamar também podem ser visitadas em um dia. Nas agências de viagens locais, encontram-se pacotes que incluem o transfer e passeio nas duas cidades num mesmo dia. Para quem quiser curtir mais um pouco de cada lugar também há opções de passeios separados.

Em Raposa, comunidade tradicionalmente pesqueira, passeios náuticos são oferecidos de acordo com a maré. Além de conhecer as ilhas próximas, é possível ver as chamadas ‘Fronhas Maranhenses’, dunas incluídas no passeio de barco; tomar banho nos tranquilos igarapés da região e aproveitar a culinária e o artesanato locais.

Na vizinha São José de Ribamar, um dos roteiros que mais atraem turistas é o religioso, que inclui a visita ao Santuário do Padroeiro do município, que inclui a igreja e a Gruta Nossa Senhora de Lourdes, uma réplica da que existe na França. Já o roteiro náutico também inclui passeio em ilhas e praias da região e dá ainda apara visitar fábricas tradicionais e artesanais de cerâmica e sorvete e se deliciar com o tradicional peixe pedra da culinária local.

Alcântara

Do outro lado da Baía de São Marcos, Alcântara é uma cidade que abriga histórias, cultura e muita natureza. Além do passeio pelo Centro Histórico, onde existem as ruínas dos casarões que abrigaram ricos barões e suas famílias, a Casa do Divino e o Museu Histórico e Artístico da cidade, há outras atrações como a praia da Baronesa; trilhas ecológicas e passeio para ilhas vizinhas como a de Livramento, considerada uma das praias mais bonitas do lugar. Para quem tiver mais de um dia, é possível até assistir uma revoada dos guarás, pássaros de penas vermelhas típicos de regiões de mangue no Maranhão.

Para se deslocar de São Luís à Alcântara a maneira mais rápida é atravessando a Baía de São Marcos em barcos ou catamarãs. Gasta-se em média 1h20 na travessia e os transportes saem todos os dias do Cais da Praia Grande, em São Luís, de acordo com o horário das marés.  Outra opção de deslocamento é pela via terrestre, que também inclui a travessia marítima, só que dessa vez de Ferry Boat, entre os terminais da Ponta da Espera e Cujupe.

O Governo do Maranhão, por meio da Agencia Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), divulga regularmente os dias e horários das viagens pelo link: http://www.mob.ma.gov.br/ferryboat-sentidos-e-horarios/

Rota da Juçara

Neste roteiro, nem precisa sair de São Luís para se sentir dentro da natureza, conhecer um pouco da cultura tradicional do bumba meu boi e ainda saborear mais uma das iguarias típicas locais: a juçara com farinha e camarão. Pouca conhecida, a Rota da Juçara inclui o passeio por uma trilha ecológica no seio da comunidade rural que vive na ilha, mas mora afastada do Centro de São Luís.

No último mês, a comunidade local foi beneficiada com mais de 1 km de asfaltamento na principal via de acesso ao bairro, na altura do Km 5 da BR-135 até a sede do grupo de bumba meu boi. As obras, realizadas por meio do programa Mais Asfalto do Governo do Estado, terão uma segunda fase e as melhorias se estenderão para outras ruas, chegando até o Parque da Juçara.

Para conhecer a Rota da Juçara, o mais indicado é procurar uma agência de viagens local que faça o passeio, geralmente privativo. “É um passeio muito recente, ainda pouco conhecido, mas muito interessante para quem quer ter contato com a natureza, que saber como é a rota da juçara, seu preparo, ter essa experiência gastronômica e também chegar até a sede do Bumba Meu Boi de Maracanã, que é tão forte e representa tão bem a nossa cultura”, informou o turismólogo e agente de viagens Rafael dos Santos Marques.