Cacem encerra atividades do semestre com formatura de 15 atores

Formatura de 15 atores encerraram as atividades do semestre do Centro de Artes Cênicas do Maranhão (Cacem). Foto: Divulgação

O Centro de Artes Cênicas do Maranhão (Cacem), órgão vinculado a Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), encerrou as atividades do semestre com a formatura de 15 atores. A solenidade foi realizada no último sábado (17), na Casa do Maranhão. O momento, que contou com a presença de professores, alunos, amigos, familiares e do secretário de Estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino, patrono da turma, foi marcado pela emoção.

Em sua fala, Diego Galdino pontuou o empenho dos professores do Cacem, por motivarem e formarem os novos atores ludovicences. Também comentou sobre o trabalho do Governo do Estado para o fomento e valorização das produções culturais do Maranhão.

“É um momento importante para o teatro maranhense, neste ano conseguimos fazer uma ampla revitalização na estrutura do prédio do Cacem, vamos realizar um seletivo para novos professores do Centro, e a partir do mês de julho vários espaços da cidade receberão atrações por meio de edital de ocupação artística, uma oportunidade para os profissionais da cultura que, como vocês, podem se inscrever para realizarem suas apresentações”, destacou Galdino.

Outro grande momento da cerimônia foi quando os atores agradeceram aos seus familiares pelo apoio e suporte irrestrito. A nova atriz maranhense e também oradora da turma dos formandos, Ana Carolina Moraes, fez um discurso de gratidão, no qual mencionou o nome de cada profissional do Cacem e a importância deles na sua formação profissional.

“Eu quero agradecer a estes mais de cem profissionais, dentre eles professores, mestres e demais funcionários e trabalhadores do Centro. Agradecemos pelo empenho de todos que, de forma absoluta, se entregaram e motivaram uns aos outros para que hoje estivéssemos aqui nesta grande noite de comemoração”, disse emocionada.

Espetáculo O Rinoceronte

Na noite de sexta-feira (16) os alunos do Cacem encenaram o espetáculo ‘O Rinoceronte’ como trabalho de formação do curso. Os 15 novos artistas levaram a obra clássica para um público que lotou o teatro. No drama clássico, de autoria do dramaturgo francês Eugène Ionesco, uma crítica social elevada foi trazida para o deleite da plateia, tornando assim, a noite, memorável não só para os atores, como também para aqueles que tiveram o seu primeiro contato com uma das obras de Ionesco, considerado como o “Pai do Teatro do absurdo”.

O diretor do Cacem, Josimael Caldas, comentou sobre a importância da instituição na formação de atores e também sobre a noite de estreia dos seus alunos. “O teatro nos dá esse poder de falar mais forte, nos faz despertar e exercitar o potencial dentro da sociedade, portanto é neste viés que o Cacem trabalha a formação de seus artistas. Os alunos saem do Cacem, depois de dois anos e seis meses de curso. Desejo que a arte e o teatro, em especial, esteja sempre em evidência na vida desses artistas e no mundo, porque o homem necessita de arte, nós precisamos de cultura para viver”, finaliza.

O público aprovou os atores, a exemplo do psicólogo Franselmo Júnior, que se disse bastante feliz em presenciar arte tão magnífica nesta noite.
“Eu tenho paixão pelo teatro. E esses atores representaram muito bem o texto que lhes foi proposto. É uma obra forte, de crítica atual e extremamente pertinente para o que vivemos nos dias de hoje. Eu volto para casa com a certeza de que a arte está cada vez mais viva”, encerra.

O ator Leandro Negrini, que estava acompanhado de sua mãe, Ângela Negrini, se disse muito feliz e espera poder subir aos palcos para o resto de sua vida. “É uma emoção muito grande para mim ver a minha mãe orgulhosa da minha formação como ator. Eu vou colocar em prática tudo o que aprendi no curso”, comemora.