Bolsa Escola beneficia mais de 33 mil estudantes no Litoral Ocidental Maranhense

Bolsa Escola possibilita compra de material escolar para milhares de estudantes maranhenses do leste do estado. Foto: Gilson Teixeira/Secap

Uma das regiões mais marcantes em belezas naturais do estado, o Litoral Ocidental Maranhense também tem feito bonito em políticas públicas para o desenvolvimento da Educação. Por meio de R$ 1,68 milhão em investimentos no Programa ‘Bolsa Escola’, o Governo do Maranhão ampara, no território composto por 13 municípios, mais de 33 mil alunos matriculados na rede pública, somente este ano.

Em todo o Maranhão, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes) repassou um total de R$ 59,2 milhões em recursos para o atendimento de 1,11 milhão de estudantes. Além de financiar a compra de material escolar para alunos de famílias carentes, o valor aplicado ajuda a movimentar a economia, ao ser distribuído entre os 1.413 comércios credenciados ao programa.

No Litoral Ocidental Maranhense, são 13 os municípios beneficiados com o ‘Bolsa Escola’: Alcântara, Apicum-Açu, Bacuri, Bacurituba, Bequimão, Cajapió, Cedral, Central do Maranhão, Cururupu, Guimarães, Mirinzal, Porto Rico do Maranhão e Serrano do Maranhão.

Entre os beneficiários do programa, está Telma Cristina Santos Trindade. Pescadora, Telma mora em Cedral e recebe auxílio pelos filhos Lucas Santos Trindade, 16 anos, e Amanda Santos Trindade, 17 anos. Ela conta como o ‘Bolsa Escola’ ajudou sua família. “Era mais difícil antes do ‘Bolsa Escola’. Agora, melhorou, graças a Deus. Melhorou desde o ano passado, quando comecei a receber pelos meus dois filhos”, disse.

Para Telma Cristina, o reajuste que elevou o valor do benefício de R$ 46 para R$ 51, por criança, também foi bem-vindo. “Gostei muito do reajuste. O material escolar está caro, mas, com o aumento, consegui comprar as coisas para eles”, comentou.

Comerciantes

Comerciante Ana Luiza Soares e Silva elogia o fato do programa beneficiar a todos. Foto: Handson Chagas/Secap

Também em Cedral, a comerciante Maria de Lourdes Cunha Rodrigues ressaltou as melhorias que o ‘Bolsa Escola’ trouxe para o rendimento da sua loja, a Casa São Benedito, nos últimos dois anos. “Credenciei no ano passado, vendi bem, graças a Deus, deu tudo certo. Fui recadastrada e agradeço muito a Deus. Este ano eu já me preparei mais e estou com a esperança de que vai dar tudo certo de novo”, disse.

No mesmo município, a comerciante Hermenegilda Silva Carvalho, proprietária do Comercial NG, foi outra beneficiada pelo credenciamento ao ‘Bolsa Escola’. “A gente tem gostado muito do programa, está dando tudo certo. Estamos vendendo bem, o mesmo que o ano passado, quando nossas vendas aumentaram em 30%”, disse a comerciante.

Em Cururupu, outro município localizado no Litoral Ocidental Maranhense, a Papelaria Oasis ganhou novos clientes graças ao ‘Bolsa Escola’. “O programa tem sido muito bom, tem ajudado bastante. Aumentou as vendas e tornou a loja mais conhecida. As pessoas passaram a frequentar mais, depois que a loja foi credenciada”, afirmou a proprietária Ruth Cutrim dos Santos.

Bolsa Escola

Criado pelo Governo do Maranhão, o ‘Bolsa Escola’ é inspirado no programa federal Bolsa Família, porém não limita o número de crianças beneficiadas por núcleo familiar. O programa estadual transfere renda para compra de material escolar a estudantes com idades entre 4 a 17 anos e que sejam de famílias de baixa renda. Cada criança atendida tem direito a crédito de R$ 51 para compra de material escolar.