Audiência pública debaterá situação do Parque Estadual do Mirador

Com o objetivo de avaliar e debater a situação do Parque Estadual do Mirador, o Governo do Estado realiza audiência pública nesta quarta-feira (27), às 9h, em Mirador. A iniciativa atende a uma demanda do vice-prefeito da cidade, Rony, para combater a degradação ambiental e será coordenada pelas Secretarias de Estado de Assuntos Políticos e Federativos (SEAP) e de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA).

O Parque Estadual do Mirador é a maior unidade de conservação ambiental do Maranhão, com cerca de 500.000 hectares, e uma das maiores do Brasil. O secretário da SEAP, Márcio Jerry, ressaltou que a audiência pública será importante porque contará com a presença do Batalhão Florestal, Ministério Público e a comunidade.

“É fundamental o Governo manter uma atenção especial com o Parque, que é um patrimônio ambiental dos maranhenses. Esta é a razão de uma ação coordenada com a presença de duas secretarias de Estado e da Polícia Militar”, destacou Jerry.

De acordo com o secretário da SEMA, Marcelo Coelho, o Governo vai apresentar uma série de ações para o Parque Estadual do Mirador com o objetivo de evitar a degradação ambiental, provocada pelas queimadas e pela caça predatória. “Precisamos ouvir a população para formularmos estratégias eficazes de preservação ambiental nesse Parque que é tão representativo para o Maranhão”, explicou.

Marcelo Coelho enfatizou que ao longo do ano de 2015 o Governo do Estado efetuou várias ações com equipes da SEMA no Parque Ambiental do Mirador, como levantamentos da área, presença do Batalhão da Polícia Ambiental, quando houve apreensões de caçadores, e mapeamento para o planejamento das atuações de 2016.

O vice-prefeito de Mirador, Rony, realçou que a audiência pública surge após a necessidade de planejar a gestão do Parque Estadual do Mirador, que abriga a nascente do Rio Itapecuru. “Essa área é margeada por vários municípios, então temos que organizar a administração do Parque para acabar com a degradação ambiental que vem ocorrendo”, esclareceu Rony.