Aplicativo do Bolsa Escola contribui com beneficiários e empresários no ato das compras

Empresária elogia ferramenta como sendo um recurso a mais para impulsionar as vendas. Foto: Orcenil Júnior/Secap

“O aplicativo auxiliou ainda mais a vida dos beneficiários do programa e a nossa também, como empresários, porque facilita o acesso para identificar o saldo do cliente. Além do aplicativo, eu disponibilizo um computador conectado na internet e uma linha telefônica para ligarmos para o 0800 do Bolsa Escola. Esses recursos deram mais um gás para as vendas”, comentou Eliene Portela da Rocha, proprietária da Papelaria Videira, localizada na Rua Sol Nascente, no bairro do Sol e Mar.

Assim como Eliene, mais 1.412 proprietários de estabelecimentos estão habilitados no Maranhão para atender a demanda dos 1,2 milhão de alunos beneficiados pelo programa, com faixa etária entre 4 a 17 anos. Esse número de beneficiários em 2017 é 11% maior do que registrado em 2016, ano do primeiro ciclo do programa. A estimativa é de que R$ 59,2 milhões circule nos comércios do Maranhão, contribuindo com o crescimento e fortalecimento do empresariado local. O valor estimado é o total de recursos investidos pelo Governo do Maranhão para a realização do programa social este ano.

Tornando ainda mais simples e fácil o acesso às informações sobre o Programa Bolsa Escola aos beneficiários da ação, além das linhas telefônicas do 0800 098 16 56 e do sitehttp://www.bolsaescola.sedes.ma.gov.br/site/, o Governo do Maranhão passou a disponibilizar o aplicativo para o celular.

“A finalidade das plataformas criadas para agilizar o acesso às informações e tirar dúvidas sobre o Bolsa Escola é proporcionar respostas mais rápidas às dúvidas dos beneficiários e dar soluções o mais breve possível aos problemas que, porventura, venham a ser observados pelos usuários do benefício. Além do mais, são ferramentas que propiciam mais transparência à execução do programa e proporcionam também mais interatividade entre o Governo do Maranhão e a população beneficiária da ação”, explica o secretário da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), Neto Evangelista.

Quem também aprovou o novo modelo de consulta de crédito dos beneficiários foi a proprietária da Livraria e Papelaria Anjo da Guarda, Valdeci Sousa. “Agora a gente consulta via celular e agiliza mais as nossas vendas. Muito bom o Governo investir nesse público do Bolsa Escola e ainda dar apoio para que as vendas sejam plenamente realizadas, sem contratempos. Se existe algum problema, eu oriento logo o meu cliente a buscar informações com a coordenação do programa”, comentou.

Aplicativo torna mais simples e fácil o acesso às informações sobre o Programa Bolsa Escola aos beneficiários. Foto: Orcenil Júnior/Secap

O aplicativo do Bolsa Escola pode ser baixado no sistema operacional Android pela Play Store, e para quem possui iphone é só fazer o download no App Store. Os beneficiários podem ter acesso a informações e serviços como desbloqueio de cartões do Bolsa Escola, apenas fornecendo o número do CPF, a data de nascimento e o próprio número do cartão.

Também pelo aplicativo é possível desbloquear o cartão, fazer consultas para saber o valor do benefício a receber, os nomes das crianças e adolescentes contemplados, ter acesso à listagem com endereços dos estabelecimentos comerciais credenciados para venda dos materiais escolares, por município. Nessa opção, basta apenas selecionar o município no qual deseja realizar a compra de seus produtos.

Outra ferramenta criada para estreitar o relacionamento entre o Governo do Maranhão e os beneficiários do programa é a Ouvidoria, por meio da qual os usuários também podem tirar dúvidas, fazer reclamações, denúncias e ter acesso às mesmas informações e serviços disponibilizados tanto pelo aplicativo de celular como pelo site do programa. A Ouvidoria funciona de segunda asexta-feira, das 8h às 20h; e no sábado, das 8h às 14h.

Do Bolsa Escola

O Programa Bolsa Escola, iniciativa do Governo do Maranhão, consiste na transferência direta de recursos para aquisição de material escolar às famílias beneficiadas pela ação, que tenham em sua composição crianças e adolescentes com idade entre 4 e 17 anos, regularmente matriculados em escolas da rede pública de ensino. O valor do repasse é de R$ 51,00 por filho.

A ação, além de proporcionar mais dignidade aos alunos de escolas públicas que passam a obter produtos escolares que não teriam condições de adquirir, contribui ainda para redução da evasão escolar e a melhoraria das condições de aprendizagem dos alunos de escolas públicas que estejam em situação de extrema pobreza.