Agricultores do Agropolo Rio Balsas recebem biofertilizantes e sementes de hortaliças

Agricultores do Agropolo Rio Balsas durante capacitação. Foto: Divulgação

O apoio do Governo do Estado aos agricultores familiares e pequenos produtores do Sul do Maranhão está cada vez maior. No Agropolo do Rio Balsas, agricultores assistidos pelo programa receberam esta semana sementes de hortaliças selecionadas para complementar a produção local.

A ação é mais uma executada pela Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), por meio do Programa Agropolos, que busca desenvolver os potenciais de cada região, aumentando a produção e diminuindo as importações de alimentos.

Agricultores receberam Biofertilizante Verdão e foram capacitados na produção do próprio insumo. Foto: Divulgação

Implantando em maio de 2016, o Agropolo do Rio Balsas incentiva as cadeias produtivas de hortifruticultura, carne e couro e leite, com assistência técnica e gerencial, aquisição de equipamentos e insumos, além de capacitações. Já foram entregues para o Agropolo uma patrulha agrícola, composta de trator, grade e carreta, e um caminhão refrigerado para o transporte de leite.

Para o secretário da Sagrima, Márcio Honaiser, as ações mostram o olhar diferenciado do Governo do Maranhão para os pequenos produtores, em todas as regiões do estado. “Sabemos que a região de Balsas tem nos grãos o seu principal produto, mas estamos buscando não só verticalizar essa cadeia, como incentivar outras que têm potencial na região, como a hortifruticultura, trabalhando os agricultores familiares e os pequenos produtores, gerando mais renda e oportunidades”, disse.

Na hortifruticultura, são 25 propriedades assistidas, que já receberam o biofertilizante Verdão e foram capacitadas para a produção desse insumo e participaram de capacitação em olericultura, promovida no mês passado. O agricultor Pedro Paz Tolentino, assistido pelo programa, já vai começar a produzir o próprio biofertilizante. “Já temos a maioria dos materiais aqui, daí pedimos só o acelerador. Não vamos ficar na teoria, já vamos testar, porque é mais barato que comprar”, disse.

Agricultores do Agropolo Rio Balsas durante capacitação. Foto: Divulgação