Governo capacita gestores das regionais de saúde para campanha contra gripe 2019

Reunião para discutir a 21ª Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza 2019 (Foto: Márcio Sampaio)

Com o objetivo de orientar os municípios maranhenses sobre a 21ª Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza 2019, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) reuniu representantes das Unidades Regionais de Saúde (URS), nesta quinta-feira (28), no Hotel Praia Mar, em São Luís. No Maranhão, a vacinação contra gripe acontecerá no período de 15 de abril a 31 de maio, sendo o Dia D em 4 de maio.

O Maranhão receberá 2.036.900 milhões de doses da vacina. De acordo com o cronograma do Ministério da Saúde (MS), o envio do insumo para o estado será executado em cinco etapas. A meta é vacinar pelo menos 90% de cada um dos grupos prioritários. A chefe do Departamento de Doenças Imunopreveníveis da SES, Helena Almeida, destacou que a mobilização no estado iniciou em janeiro. “Anteriormente, oferecemos oficinas e palestras. O seminário antecede o período de vacinação nacional contra a doença”, disse.

A responsável técnica pelo Programa da Influenza no Maranhão, Sandra Mendes, reforçou medidas preventivas que devem ser adotadas pela população para prevenir a doença. “A recomendação para se evitar ser infectado pela Influenza é evitar locais com grande circulação de pessoas, fazer a higienização das mãos com frequência e a esterilização com o uso de álcool em gel, além de manter a carteira de vacinação atualizada”, destacou.

De acordo com o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI), do Ministério da Saúde, a Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza 2018 vacinou, no Maranhão, 1.393.118 pessoas (93,93%).

Participaram do seminário representantes das Vigilâncias Epidemiológica e Sanitária do Estado, além dos coordenadores das regionais de Açailândia, Bacabal, Balsas, Chapadinha, Caxias, Timon, Imperatriz e Pinheiro.

Vacinação contra gripe

A vacinação iniciará com o atendimento de gestantes e crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), no período de 15 a 19 de abril. A partir de 22 de abril, a vacinação contra influenza será ofertada aos demais grupos prioritários, que são: pessoas com 60 anos ou mais, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores de escolas públicas e privadas, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Fala, povo! 

“A cada ano a gente se capacita e tem a intenção de aprender mais e mais. Todos saem ganhando com o compartilhamento de informações que incentivam a prevenção, tratamento e cura da doença”, Josilene Fernandes, técnica da SES.

“A regional de Imperatriz trabalha com 16 municípios. Por isso temos que honrar o compromisso de elevar as coberturas vacinais. Treinamentos como esse são importantes para aperfeiçoarmos nosso serviço, corrigir erros, além de atualizar a nossa forma de assistir a população que faz parte dos grupos prioritários”,  Socorro Ribeiro, da Unidade Regional de Saúde de Imperatriz.

“Ao chegar na regional iremos chamar os municípios e repassar todas as informações que aprendemos neste seminário”, Sulamita Ferreira Brito, da Unidade Regional de Saúde de Chapadinha.
“Tem sido muito bom aprender um pouco mais sobre a avaliação, monitoramento e metas vacinais”, Italmária Escócio, profissional de saúde de Timon.

Comentários

Comentários