Governo capacita mais 560 profissionais na área de Educação Popular em Saúde

Curso é direcionado para agentes comunitários e lideranças comunitárias. (Foto: Divulgação)

Com o fortalecimento da Política de Educação Popular em Saúde no Maranhão, o Governo do Estado está executando nova etapa do Curso de Aperfeiçoamento em Educação Popular em Saúde do Maranhão (Edpop-SUS) para 560 educandos distribuídos em 16 turmas.

O curso é direcionado para agentes comunitários de saúde e agentes comunitários de endemias e outros profissionais da atenção básica e lideranças comunitárias. A formação dos educandos será de 360 horas no período de quatro meses e terá 17 encontros presenciais, cada um com a duração de 8 horas semanais e 2 horas de atividades de dispersão. A previsão de encerramento das turmas é dia 21 de dezembro com a apresentação de mostras temáticas.

O secretário adjunto da Política da Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Marcelo Rosa, destacou que o curso é essencial para o controle social. “As turmas do Edpop-SUS significam a concretização dos esforços para fortalecer o controle social. A visão da população é importante para a gestão para que todos desempenhem suas funções de maneira clara, com transparência e colaboração mútua para melhorar a assistência de forma significativa para todos”, informou.

Para a chefe do Departamento de Educação em Saúde da SES, Claudiana Cordeiro, a capacitação é uma oportunidade para formar educadores em saúde. “Sempre buscamos formar novas turmas e estamos vendo o resultado de um trabalho conjunto, direcionado pelo Governo do Maranhão, para capacitar e qualificar os profissionais sobre práticas de saúde que produzem mudanças para fortalecer o SUS”, disse.

A técnica em enfermagem Maria Leuda dos Santos é uma das educandas em formação no município de Itapecuru. “Participar desta formação ajuda a entender algumas situações de saúde do meu município. Não pude comparecer na primeira turma e agora não perdi a nova oportunidade. Com o curso conseguiremos ampliar nossos conhecimentos na área da saúde para qualificar processos de trabalho e melhorar a prestação de serviço na minha região”, afirmou Maria Leuda.

Em sua estrutura curricular, o curso de aperfeiçoamento possui seis eixos, abordando questões como a ‘Construção da gestão participativa do curso e a experiência como fio condutor do processo educativo’, ‘Educação Popular em Saúde e o Processo de Trabalho na Atenção Básica’, ‘Direito à Saúde e Promoção da Equidade’, ‘Participação Social e Participação Popular no processo de democratização do Estado’ e ‘O território e o processo de saúde-doença-cuidado’.

Municípios contemplados
São Luís
Açailândia
Coroatá
Governador Newton Belo
Igarapé do Meio
Imperatriz
Itapecuru
Nina Rodrigues
Santo Amaro
São João dos Patos
São José de Ribamar

Comentários

Comentários