Secretaria da Saúde reforça cuidados com a saúde do homem durante ‘Bate-Papo Azul’

    Além de ações referentes ao Novembro Azul nesta quarta-feira (22) a SES promoveu o Bate-Papo Azul com servidores. (Foto: Julyane Galvão)

Além de ações referentes ao Novembro Azul nesta quarta-feira (22) a SES promoveu o Bate-Papo Azul com servidores. (Foto: Julyane Galvão)

O mês dedicado à conscientização sobre os cuidados com a saúde do homem, em especial a prevenção e diagnóstico do câncer de próstata, pênis e doenças crônicas não transmissíveis, está sendo marcado por programações variadas promovidas por órgãos públicos e instituições privadas. Além de ações referentes ao Novembro Azul realizadas em unidades de saúde estaduais, nesta quarta-feira (22), a Secretaria de Estado da Saúde promoveu o Bate-Papo Azul com seus servidores.

Durante o Bate-Papo Azul, o especialista em cirurgia oncológica e diretor clínico da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), Rodrigo Lopes da Silva, tirou dúvidas e apresentou o relato de Zacarias Nunes que deu sua experiência sobre a luta contra o câncer.

O secretário adjunto da Políticas de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Marcelo Rosa, falou sobre a importância de levar informações para os servidores da casa. “O Novembro Azul é uma lembrança simbólica para nos lembrar o cuidado que precisamos ter. A secretaria tem expandido o número de ações para que os homens tenham acesso a ele, mas é importante que todos devam se prevenir”, disse.

Segundo o cirurgião oncológico Rodrigo Lopes da Silva, o câncer de próstata é o tipo de câncer mais comum entre os homens no Brasil, mas no Maranhão, ele perde para o de pênis em número de casos. “Muito se fala em componente genético, mas 90% dos casos de câncer [de qualquer tipo] têm fator ligado ao estilo de vida. O que podemos fazer para tentar combater o sedentarismo, o tabagismo, o etilismo em excesso e, sobretudo, controlar o peso, evitando a obesidade”, aconselhou.

O especialista reforçou a investigação regular como estratégia para detectar o câncer ainda em estágio inicial, quando as chances de cura são maiores. “De cada dez pacientes que atendo, 90% chega com a doença em estado avançado. É necessário ter um cuidado maior com a própria vida e deixar um pouco de lado o preconceito”, advertiu.

Zacarias Nunes é gestor educacional e fez uma cirurgia para retirada de um câncer de próstata detectado em outubro. Ela havia feitos todos os preventivos em Janeiro, quando foi detectada a doença. “A maior importância é conscientizar para os exames preventivos. Eu não sentia nada, mas o exame detectou alterações e acabei procurando o urologista, que diagnosticou o câncer”, ressaltou.

Afastado de suas funções para tratamento, ele não precisou de sessões de quimioterapia, mas isso por conta do diagnosticado do câncer no estágio inicial. “Eu pensava que aconteceria com os outros e nunca comigo. Eu não tinha sintoma nenhum. Não sentia dores na bexiga, incontinência ou excesso de urina. É muito importante essa busca do paciente em investigar o que ele tem, pois a prevenção sempre é o melhor tratamento”, disse.

O servidor José Mário Ribeiro elogiou a ação e destacou a importância do bate-papo. “É sempre importante instruir, informar as pessoas, principalmente nós homens que deixamos de lado a questão da saúde’, afirmou.

Para Tauan Guimarães a participação dos servidores do Bate-Papo Azul reforça a necessidade de conscientização sobre a saúde do homem. “Eu acho que é importante para difundir conhecimento, quebrar tabus e preconceitos, além de dar oportunidade ao homem de se cuidar, de saber que o homem necessita de cuidado”, explicou.

Comentários

Comentários