Expoema prioriza negócios, capacitações e entretenimento em novo formato do evento

04432_04432_sagrima_e_criadores_acompanhando_os_preparativos_para_a_expoema_2017_1_4204425949978874294_8481672082304747469

Sagrima e criadores acompanhando os preparativos para a Expoema 2017. (Foto: Divulgação)

Assim como nas feiras e eventos agropecuários realizados ao longo de 2017, o Governo do Maranhão apoia a Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema), que será realizada do dia 14 a 21 de outubro, no Parque Independência, em São Luís. Em reunião realizada esta semana, criadores e apoiadores definiram mais detalhes do evento.

Chegando à sua 60ª edição como uma das grandes vitrines da agropecuária maranhense, a Expoema assume agora um novo formato, como explica o presidente da Associação dos Criadores do Maranhão (Ascem), Ivaldeci Mendonça.

“Todos estão acreditando nesta nova modelagem da Expoema, estamos quebrando paradigmas. É uma Expoema nova, que vai priorizar o tripé conhecimento, comercialização/negócios e entretenimento. Os preparativos estão a todo vapor e estaremos prontos para um grande evento”, afirmou.

Entre os apoiadores estão: a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e a Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Energia (Seinc), além da Agência de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged).

“O Governo do Estado vem sendo um parceiro atuante, que tem contribuído muito para a realização da exposição”, frisou o presidente da Ascem.

Criadores dos estados do Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pará e de outras regiões do Maranhão, como a Região Tocantina, já confirmaram participação. A programação de leilões, capacitações, shows e shoppings de comercialização de animais será divulgada em breve.

“Estamos todos trabalhando para fazer uma grande exposição, com políticas articuladas com as demais secretarias e órgãos do Governo do Estado. A região tem grande potencial produtivo, a exemplo dos resultados que temos obtido no Agropolo da Ilha, com hortifruticultura e piscicultura e, mais recentemente, com ações que estamos implantando na cadeia de suinocultura e outras inciativas mais, que vamos levar para a feira, com capacitações, palestras e serviços”, detalhou o secretário da Sagrima, Márcio Honaiser.

Investimentos em feiras e exposições agropecuárias

Este ano, são quase R$ 2 milhões em investimentos do Governo do Maranhão para estimular a realização de feiras, exposições e festivais agropecuários. Esses recursos fazem parte da ampla política de apoio ao setor produtivo maranhense. Além do apoio, o governo estadual disponibiliza estandes, cursos, programas de capacitação e apoio técnico voltados para os potenciais produtivos de cada região, por meio da atuação da Sagrima.

“O Governo do Maranhão vem mantendo uma relação de muito diálogo com os sindicatos de produtores e com a Federação de Agricultura e Pecuária (Faema), ouvindo as demandas e buscando soluções. A participação e apoio do governo às feiras e eventos agropecuários é parte disso e também uma oportunidade de prestar contas à população do que temos feito para desenvolver a produção do Maranhão”, afirmou Márcio Honaiser.

Comentários

Comentários