Mil Dias de Mudança: Vítimas de acidente de trânsito caem 59% no Maranhão

  • O Governo Flávio Dino completa mil dias nessa terça-feira (26). A série Mil Dias de Mudança apresenta uma série de resultados obtidos neste período.

Mil dias de MudançaMais sinalização, mais operações da Lei Seca, mais estrada em condições adequadas, mais fiscalização e mais campanhas de educação. Esses investimentos feitos durante os mil dias do Governo Flávio Dino, completados nesta semana, foram decisivos para a queda de 35% nas mortes no trânsito entre o primeiro semestre de 2014 e o mesmo período de 2017.

Nos primeiros seis meses de 2014, foram 462 mortes. De janeiro a junho de 2017, foram 298. Isso significa que 164 vidas foram poupadas apenas neste semestre.

A queda é ainda mais significativa quando se leva em conta os mortos e feridos no trânsito. No primeiro semestre de 2014, foram 7.774 vítimas. Já nos primeiros seis meses de 2017 foram 3.348 vítimas. Uma queda de 59%.

“Temos conquistado bons números com relação aos temas atinentes ao trânsito, uma redução superior a 30% de mortes evitadas no trânsito do Maranhão. Além disso, com as operações também temos aumentado as apreensões de armas e de drogas com as operações no trânsito”, pontuou o governador Flávio Dino.

Lei Seca

A comparação anual entre 2014 e 2016 também revela forte queda, de 40%. O total de acidentes caiu de 16,5 mil para 10 mil.

Os números têm relação direta com o reforço na Lei Seca no Maranhão. Em todo o ano de 2014, foram 95 blitzen. De janeiro a agosto de 2017, já foram 178. O número vai aumentar até o fim do ano, já que ainda se trata de um dado parcial.

São Luís

No primeiro semestre de 2017, foram realizadas 111 operações de fiscalização de Lei Seca na região metropolitana de São Luís, com 21.495 testes de etilômetro, também conhecido como bafômetro, para medir a quantidade de álcool no sangue.

O número representa um aumento de 79% em relação ao mesmo período de 2016, quando foram realizados 12.028 testes.

De janeiro a junho deste ano, mais de 23.527 veículos foram abordados em blitzen, resultando no aumento de 111% em relação ao mesmo período do ano passado, indo de 225 para 475 este ano.

Outro dado importante alcançado pela companhia foi o aumento de 200% –  indo de 18 em 2016 para 54 em 2017 –  das apreensões em geral, com destaque maior para veículos com restrição de furto e roubo e documentos com indícios de falsificação.

Saiba mais:

Comentários

Comentários