Recomposição salarial dos professores é o dobro da inflação

Governador Flávio Dino e o presidente do sindicato Raimundo Oliveira. (Foto: Antônio Martins)

A recomposição salarial de 6,81%, concedida pelo Governo do Estado sobre o vencimento dos professores da Rede Pública Estadual, representa o dobro da inflação de 2017. O ganho para categoria foi anunciado nessa terça-feira (27), pelo governador Flávio Dino, em reunião com diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma).

“Somando todos os percentuais concedidos à categoria de janeiro de 2015 até aqui, o aumento na remuneração do professor (sem contar gratificações e adicionais), chegará a 30,35%. Esse valor supera a inflação do período. É um ganho real que demonstra o respeito e valorização deste governo aos educadores”, destacou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

Respeitando o limite financeiro e fiscal do Estado, a recomposição de 2018 será paga em duas parcelas, sendo 2,71% implantada no mês de março, e, a segunda, de 3,99%, em junho. O impacto em folha de pagamento será de R$ 115 milhões/ano.

Saiba mais:

Remuneração

Com a implantação integral da recomposição, o professor em início de carreira com 40 horas de jornada semanal terá remuneração de R$ 5.750, 83. Já o docente em início de carreira, com 20 horas semanais receberá o equivalente a R$ 2.875,41.

Governador e diretoria do sindicato. (Foto: Antônio Martins)

O Governo do Estado também fará a recomposição salarial equiparando os vencimentos de professores contratados ao valor estabelecido pela Piso Nacional em 2018, retroativo ao mês de janeiro.

“Diante do cenário atual, com as dificuldades que outros estados estão enfrentando para conseguir recompor salários, a concessão desse reajuste representa uma importante conquista para a categoria, um avanço nas negociações, e perspectivas de que ainda avançaremos muito mais nos demais pontos da pauta”, avaliou o presidente do Sinproesemma, Raimundo Oliveira.

Conquistas

Além do aumento na remuneração dos professores, o governador Flávio Dino já concretizou inúmeras ações e benefícios, que representam muito mais do que o cumprimento de direitos, mas, principalmente, conquistas históricas para os professores.

Entre elas, concurso público para 1.500 professores com carga horária de 40h pela primeira vez na história, incluindo 230 vagas para profissionais da Educação Especial e realizará um novo concurso previsto na lei orçamentária para 2018, com oferta, pela primeira vez, de vagas para educação indígena, educação no campo e quilombola.

O Governo também avançou na concessão das gratificações nunca antes implantadas, como as de dedicação exclusiva para a educação integral e de educação inclusiva, para os docentes da rede estadual, além do reajuste da gratificação para gestores escolares.

Também realizou de forma inédita no estado concursos internos para ampliação de jornada e unificação de matrículas, beneficiando 1.200 professores em 2017 e mais 1.200 em 2018.

Nos últimos três anos, realizou o maior número de estímulos profissionais em igual período de tempo da história: mais de 22 mil progressões, promoções, titulações.

Comentários

Comentários