Projetos de pesquisa da UemaSul são aprovações em editais da Fapema

Ivaneide pesquisa o melhoramento da do feijão-Caupi na Agricultura Familiar. (Foto: Divulgação)

Três projetos de pesquisadores da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul) foram aprovados no Editais do Instituto Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação do Maranhão (IECT) por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema).

Os projetos foram aprovados nas linhas de pesquisa Agricultura Familiar e Babaçu. Ao todo, serão mais de R$ 136 mil destinados ao desenvolvimento da pesquisa científica na Universidade.

O projeto da Professora Anatércia Ferreira Alves, voltado à pesquisa do estado nutricional do babaçu para o estado do Maranhão, foi contemplado no Edital n° 28/2018 – IECT Babaçu e receberá um total de R$ 47.405,00.

Outros dois projetos foram aprovados no Edital nº 029/2018 – IECT Agricultura Familiar e receberão R$ 88.763,64. O do professor Allison Bezerra Oliveira tem o objetivo de pesquisar o uso competitivo do território pela cadeia produtiva de papel e celulose. A professora Ivaneide de Oliveira Nascimento e na área de melhoramento da produção do feijão-Caupi com o uso do fungo Trichoderma no Maranhão.

Para a Ivaneide de Oliveira, a aprovação dos projetos voltados à agricultura familiar valoriza as novas linhas de pesquisas na UemaSul e aproxima a universidade do pequeno agricultor da Região Tocantina. “Este projeto de inserção do fungo Trichoderma na produção de feijão-Caupi representa uma alternativa, uma ajuda ao agricultor familiar no aumento de sua produção no campo, com este fungo que cultivaremos em laboratório. É por meio dele que faremos este link da universidade com o pequeno agricultor”, explicou a pesquisadora.

Ivaneide de Oliveira destaca a importância da aprovação desses projetos para a Universidade. “Isto representa mais fontes de financiamentos de projetos à UemaSul, pois, além de financiar bolsas para nossos estudantes, também, permitirá a aquisição de materiais e equipamentos para que possamos ter uma pesquisa de laboratório mais avançada na Universidade”.

Comentários

Comentários