Professores de inglês do IEMA participam de formação com profissionais da National Geographic Learning

Capacitação reuniu professores de inglês das 13 unidades plenas do IEMA. (Foto: Divulgação)

Através de um Termo de Cooperação Técnico-Científica firmado com a empresa National Geographic Lerning, o Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) promoveu um treinamento e consultoria acadêmica aos professores de língua inglesa na escola de idiomas TOP Seven, com o objetivo melhorar o ensino-aprendizagem da língua estrangeira.

Durante a capacitação, realizada na última sexta-feira (26), todos os professores de inglês das 13 unidades plenas do IEMA aprenderam maneiras de ensino por meio do ambiente cultural proporcionado pela National Geographic Lerning. Além das aulas presenciais, os professores terão acesso a materiais como livros e aulas a distância.

“Implantamos o programa ‘IEMA Bilíngue’ que desenvolve a fluência na língua inglesa dos estudantes, tendo em vista que eles chegam do ensino médio com uma carência em aprendizagem em língua estrangeira. Esse programa, além ensinar os alunos, desenvolve o intercâmbio ‘IEMA no Mundo’ e as capacitações aos professores. Em particular, essa capacitação é uma formação inicial com etapas que focam nas metodologias inovadoras no ensino do inglês com uma plataforma online onde professores e alunos poderão trabalhar juntos”, contou o diretor de Ensino do IEMA, Elinaldo Silva.

Professora de inglês com mais de 23 anos de carreira e profissional da National Geographic Learning, Renata Zainotte acredita que o IEMA e a empresa na qual trabalha falam a mesma língua. “Nós temos a mesma visão sobre educação e do que a língua inglesa pode fazer para ampliar os horizontes dos alunos, dessa forma, se a gente ensinar um jovem com ideias e perspectiva de vida, destacando para ele o mundo e as possibilidades que ele tem de aprender e alcançar objetivos, então o IEMA e a National Geographic estão falando a mesma língua e possibilitando aos estudantes a percepção de que eles podem e são capazes, algo interessante e emocionante no trabalho diário de um professor”, afirmou Renata Zainotte.

O professor de inglês da unidade de Timon, Lucas Rosa acredita que as formações são importantes para descobrir novas atividades que engajem os alunos. “Depois da formação vamos utilizar um material adequado para o ensino de língua inglesa em sala de aula. Pretendo aprender mais técnicas e atividades que desenvolvem as habilidades de familiarização com inglês que são reading (ler), writing (escrever), listening (ouvir) e speaking (falar)”, comentou o professor acrescentando que os estudantes de Timon adoram atividades que envolvam teste com listening.

A professora Verônica Maria veio da recém-inaugurada unidade plena do IEMA em Matões para a formação realizada na última sexta-feira e comentou sobre a capacitação. “Tenho mais de 20 anos de sala de aula com vasta experiência na área, vejo nas formações uma maneira de sempre melhorar nossa metodologia de ensino”, declarou.

Comentários

Comentários