Mais de 40 postos de trabalho são abertos em Codó com obra do Governo

Construção do Núcleo de Educação Integral gera emprego e renda em Codó. (Foto: Divulgação)

Construção do Núcleo de Educação Integral gera emprego e renda em Codó. (Foto: Divulgação)

O Governo do Maranhão está construindo um Núcleo de Educação Integral na cidade de Codó, as obras são realizadas por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e estão gerando 42 empregos diretos, sendo que 40 desses trabalhadores são do próprio município. A previsão é de que, nos próximos meses, sejam abertos mais 20 postos de trabalho para a realização da próxima etapa dos serviços com previsão de chegar a 80 contratações.

A obra recebe um investimento de R$ 5,6 milhões e deverá ser entregue à população em 2018. Seguindo o planejamento da engenharia foram realizadas frentes de trabalho para os serviços de fundação, sustentação da base e levantamento de 10 blocos. Na próxima etapa será feita a cobertura e instalações hidráulicas e elétricas. A construção desta unidade movimenta a economia local. Os materiais minerais (areia, seixo, barro, etc.) são comprados no município e 98% da mão de obra é local, o que injeta mais renda às regiões.

Pedreiro Domingos Roberto aproveitou a oportunidade para garantir a renda mensal da família. (Foto: Divulgação)

Pedreiro Domingos Roberto aproveitou a oportunidade para garantir a renda mensal da família. (Foto: Divulgação)

“O nosso país passa por uma crise que assola a maioria dos Estados, mas com a responsabilidade e a sensibilidade do governador Flávio Dino, o Maranhão está num patamar bem melhor. As obras que acontecem em todos os cantos do estado geram empregos aos moradores melhorando a renda nos municípios. Além do mais, trabalhar em uma obra que vai beneficiar sua comunidade traz um sentimento positivo aos colaboradores”, argumentou o secretário de Estado da Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto.

Domingos Roberto é pedreiro e encontrou na construção do prédio uma saída para manter o sustento da família. “Eu estava desempregado. Geralmente eu trabalho em obra para fora, em São Paulo, Mato Grosso, mas atualmente as oportunidades estavam fechadas aí abriu essa porta aqui em Codó, eu gostei e estou achando bom. Eu moro aqui mesmo em Codó no bairro Santo Antônio é uma coisa muito importante trabalhar na cidade da gente, perto de casa, junto da família e também gerar renda para nossa cidade, os nossos colegas são todos daqui também”, afirmou.

José Francisco Damasceno, morador do bairro São Francisco, trabalha na parte de carpintaria. Ele também estava desempregado e fala que o benefício será tanto a curto quanto a longo prazo. “É uma maravilha não ter que sair daqui para outros estados. Eu acredito que não só eu como todas as pessoas do bairro aqui da Trizidela vão ficar satisfeitos com essa escola aqui, está ficando muito bonito”, explicou.

Sebastião havia pensado em mudar de cidade em busca de emprego. (Foto: Divulgação)

Sebastião havia pensado em mudar de cidade em busca de emprego. (Foto: Divulgação)

Sebastião Henrique estava há dois meses desempregado e foi contratado para o setor administrativo. “Quando eu recebi a proposta de trabalhar aqui, já estava pensando em ir embora da cidade para a capital buscar outras oportunidades, eu tenho um filho e preciso sustentá-lo, então essa vaga apareceu numa boa hora”, contou Sebastião Henrique.

Mais acesso à educação

Estão sendo construídos sete Núcleos de Educação Integral pelo Governo do Maranhão. Nas cidades de Santa Inês, Santa Luzia do Tide, Codó, Viana e Vargem Grande, as obras já foram iniciadas e mais dois serão construídos nas cidades de Zé Doca e Açailândia. O investimento base de R$ 5 milhões em cada unidade beneficiará, aproximadamente, 25 mil estudantes da Rede Pública Estadual e das redes municipais.

Os Núcleos de Educação Integral fazem parte da estratégia do Governo do Maranhão para cumprir a meta do Plano Nacional de Educação (PNE) de incluir 30% dos alunos em escolas de tempo integral. Os Núcleos vão atender estudantes das escolas das regiões beneficiadas que poderão exercer estudos complementares como atividades artísticas, esportivas, de laboratórios e reforço escolar no contraturno.

“Os Núcleos funcionarão a partir de 2018 e vão integrar o currículo dos alunos das escolas do entorno, com foco em atividades de aprofundamento dos conteúdos trabalhados na base nacional comum, em atividades de experimentação científica, de arte e cultura esportivas”, enfatizou o secretário de Estado da Educação (Seduc), Felipe Camarão.

Cada um dos núcleos terá quadra, auditório, biblioteca e laboratórios de química, biologia e física. Os alunos terão acesso a salas de robótica, informática e matemática, artes e idiomas. Há salas de descanso para os professores, para os alunos, ambulatório, banheiros, sala de professores, almoxarifado e sala de direção.

Construção do Núcleo de Educação Integral gera emprego e renda em Codó. (Foto: Divulgação)

Construção do Núcleo de Educação Integral gera emprego e renda em Codó. (Foto: Divulgação)

Comentários

Comentários