Mais de 200 educadores participam do I Seminário de Educação Física Escolar da Rede Estadual

Professores de Educação Física durante o Seminário Educação Física Escolar da Rede Estadual. (Foto: Divulgação)

Professores de Educação Física durante o Seminário Educação Física Escolar da Rede Estadual. (Foto: Divulgação)

Mais de 200 professores de Educação Física da Rede Estadual de Ensino, de todo Maranhão, participam nestas quarta-feira (06) e quinta-feira (07), do I Seminário de Educação Física Escolar da Rede Estadual, realizado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc). O seminário tem como objetivos subsidiar os docentes no desenvolvimento de suas práticas pedagógicas, além de ser uma oportunidade para reflexão da Educação Física na rede pública estadual do Maranhão, com vistas à legitimação das práticas pedagógicas do componente curricular Educação Física, e, ao mesmo tempo, fomentar a troca de experiências e ampliar o acesso ao conhecimento sobre o esporte educacional.

Participaram da solenidade de abertura, no Centro de Convenções da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), o secretário adjunto de Programas e Projetos Especiais, Ismael Cardoso, representando o secretário Felipe Camarão; o presidente da Comissão Central de Licitação (CCL), Odair José Neves Santos; Cintya Walter, do Núcleo de Esportes da UFMA, representando a reitoria Nair Portela; e Gigi Moreira, Superintendente de Esportes e Lazer, representando o secretário Hewerton Carlos Rodrigues.

Ex-ministro do Esporte do Governo Dilma Rousseff, Ricardo Leyser, proferiu palestra sobre a ‘História do Esporte Educacional do Ministério do Esporte’. (Foto: Divulgação)

Ex-ministro do Esporte do Governo Dilma Rousseff, Ricardo Leyser, proferiu palestra sobre a ‘História do Esporte Educacional do Ministério do Esporte’. (Foto: Divulgação)

“O que queremos é trazer os professores de Educação Física para se aproximarem mais da Secretaria de Educação, para que juntos possamos pensar as práticas pedagógicas na escola, abrir novas possibilidades para a prática da educação física no ambiente escolar. E isso a gente só consegue por meio de debates e troca de experiências. Precisamos fazer com que esse professor de Educação Física que, geralmente, é o mais popular na escola, tenha condições de envolver os jovens para o cuidado do corpo e da mente”, destacou Ismael Cardoso.

Esta é a primeira vez que o governo realiza uma ação que visa fomentar com os educadores físicos das escolas da rede estadual de ensino o debate sobre as novas orientações da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). “Vamos trocar experiências, e, também, debater a Base Nacional Curricular Comum (BNCC), porque o governo Federal está apresentando modificações sobre a prática da Educação Física, porque nós temos algumas concordâncias, mas, também temos discordâncias em relação às propostas”, concluiu Ismael.

Com o tema central, As Práticas Pedagógicas e as Mudanças Curriculares da Educação Física, durante o seminário serão realizadas palestras, oficinas e minicursos. O ex-ministro do Esporte do governo Federal na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff, Ricardo Leyser, proferiu a primeira palestra do evento. Falou sobre a História do Esporte Educacional do Ministério do Esporte.

Ismael Carvalho, da Sappe, fala da importância de debater as práticas pedagógicas da Educação Física na escola. (Foto: Divulgação)

Ismael Carvalho, da Sappe, fala da importância de debater as práticas pedagógicas da Educação Física na escola. (Foto: Divulgação)

“Quem faz a Educação Física e o esporte na escola é o professor de Educação Física. Além da estrutura de trabalho, ele precisa, fundamentalmente, de acesso ao conhecimento sobre as melhores práticas que se tem no esporte educacional, ele precisa ser envolvido em trocas de experiências para que conheçam práticas exitosas em outras cidades, outros estados, e no Brasil. Então esse seminário é uma iniciativa louvável, porque se propõe a envolver esses profissionais num debate saudável e enriquecedor”, disse Ricardo Leyser, que também destacou a importância da atividade física e do esporte, na garantia de uma vida com mais qualidade.

“Hoje, internacionalmente, a quantidade de estudos sobre a importância do esporte, da atividade física na melhoria da vida das pessoas são enormes. E trazer essa atividade física para a vida inteira, e desde muito cedo, é fundamental para que essas crianças tenham menos riscos de desenvolverem doenças como hipertensão, obesidade, diabetes, entre outras”, finalizou Ricardo Leyser.

O professor doutor Alex Fabiano Bezerra, da UFMA, proferiu palestra sobre a rotina pedagógica da Educação Física no âmbito escolar.  Entre os cursos oferecidos durante o evento, estão os de: Planejamento escolar da Educação Física: novas possibilidades pedagógicas; o ensino de Badminton nas aulas de Educação Física; A capoeira na escola: perspectivas para a Educação Física escolar, entre outros.

Para o professor de Educação Física do C. E. Barbosa de Godois, Eduardo Telles, o esporte educacional pode deixar de ser apenas uma experiência no âmbito escolar, para impactar na vida profissional do estudante. “Isso sai do âmbito da experiência para uma coisa concreta. Nós estamos mostrando que a escola pública, ela, é necessária e possível de fazer com que o atleta se projete, por meio do esporte educacional. O esporte na escola é a porta para o esporte na federação. Então, se nós fizermos um bom trabalho na Educação Física, o aluno com certeza vai ser o maior beneficiado com essa prática escolar”, disse Eduardo Telles.

Comentários

Comentários