Governo concede nesta quinta (13) medalha do Mérito Timbira in memoriam ao educador Paulo Freire

O Maranhão reconhece nesta quinta-feira (13) o educador Paulo Freire como um dos pensadores mais notáveis na história da pedagogia, quando ocorre a solenidade de concessão da medalha do Mérito Timbira (in memoriam), grau Grã-Cruz, ao educador Paulo Freire. A medalha será recebida por Ana Maria Freire, viúva do educador.

O evento contará com a presença do governador Flávio Dino que entregará pessoalmente a “Medalha de Ordem do Mérito Timbira”, condecoração máxima do Estado do Maranhão. “Essa honra é para sublinhar movimentos e personalidades destacadas. Resolvi conceder ao Professor Dr. Paulo Freire (in memoriam) a condecoração máxima do Estado do Maranhão por reconhecer a importância de sua monumental obra para a educação em todo o mundo. Claro que também em nosso Estado, pois agimos inspirados em suas lições, que são eternas”, disse Flávio Dino.

“O Governo do Maranhão e a Secretaria de Estado da Educação são completamente inspirados pelos ensinamentos de Paulo Freire, não apenas por retórica, mas, por ações concretas. A prova viva disso é o programa Escola Digna, que está levando dignidade para milhares de estudantes por todo o Maranhão. Não apenas melhorando as paredes da escola, mas, também, com ações pedagógicas que estão transformando o processo de ensino e aprendizagem na sala de aula”, destaca o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

Ele também explica outras ações de governo que seguem esta linha. “Estamos levando assessoria técnico-pedagógica a 120 municípios; instituímos o Plano mais Ideb para melhorar a qualidade do ensino e elevar os índices educacionais; com o Avança, estamos fazendo a correção de defasagem idade \série. Todas estas políticas foram concebidas com base nos ensinamentos de Paulo Freire, na visão Freiriana de Educação. E como Freire, não perdemos a esperança em uma educação melhor para as crianças e jovens do nosso estado e do nosso país”, complementou Felipe Camarão.

O legado de Paulo Freire

Paulo Reglus Nunes Freire nasceu no dia 19 de setembro de 1921, em Recife, Pernambuco. Filho de uma família muito humilde vivenciou a situação de pobreza comum a milhões de brasileiros. Como educador foi responsável por uma Educação Libertadora, rompendo com os padrões de uma educação domesticadora. Tendo influenciado o chamado movimento ‘Pedagogia Crítica’.

Defensor dos oprimidos, entre as décadas de 1950 e 1960, Paulo Freire dedicou-se às experiências no campo da educação de adultos em áreas proletárias e subproletárias, urbanas e rurais, em Pernambuco. Foi perseguido e preso por duas vezes pela Ditadura Militar. Aos 43 anos exilou-se no Peru, antes do fim de 1964. A trajetória no exílio permitiu que o educador levasse suas ideias para os cinco continentes do mundo. Em 69 foi convidado para lecionar na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, onde ficou por dez meses.

Paulo Freire escreveu mais de 20 livros individualmente, além de tantos em parceria com outros educadores e pensadores. Entre as suas mais ricas contribuições para a pedagogia mundial estão obras como ‘Pedagogia da esperança’, ‘Pedagogia da Autonomia’ e ‘Cartas à Guiné-bissau’. Por todo seu legado Freire é considerado o Patrono da Educação Brasileira. Faleceu no dia 2 de maio de 1997, em São Paulo.

Comentários

Comentários